Monte Roraima

Dicas de Viagem

Monte Roraima. Fonte: Flickr, NidioRJ.
Monte Roraima. Fonte: Flickr, NidioRJ.

Alvo de inúmeras reportagens, seja na mídia impressa, seja na televisão, o Monte Roraima é uma das maiores montanhas de toda a Amazônia. Além disso, é o Pico mais alto do Brasil. Ele encontra-se na fronteira do Brasil, Venezuela e Guiana. Desse modo, é destino obrigatório para os aventureiros.

Dessa maneira, com o intuito de apresentar esse magnífico destino para você, amante de viagens e de aventuras, fizemos este breve artigo. Assim sendo, abordaremos neste texto sobre as principais informações que você deve levar consigo na viagem. Continue lendo e conheça tudo sobre o Monte Roraima!

Principais informações sobre o Monte Roraima

Esta montanha está localizada na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, sendo a porção brasileira e venezuelana as mais conhecidas. No Brasil, a Montanha está localizada no Estado de de Roraima. O Pico está inserido na região do Planalto das Guianas e conta com quase 3.000 metros de altura.

Flora característica do Monte Roraima. Fonte: Monte Roraima. Fonte: Flickr, NidioRJ.
Flora característica do Monte Roraima. Fonte: Monte Roraima. Fonte: Flickr, NidioRJ.

Incrustada na floresta Amazônia, o Monte Roraima apresenta bioma diferente do restante da região, marcado pelo seu alto grau de endemismo. Conta também com diversas cavernas. Além disso, no Monte Roraima, em sua porção brasileira, encontra-se no Parque Nacional do Monte Roraima.

El Fosso

É um dos locais mais exuberantes do Monte Roraima. Trata-se de um foço com diversas quedas d’água. Estas quedam vão ao encontra de uma caverna subterrânea, que conta com várias lagoas artificiais. De rara beleza, o local parece ter saído de um filme.

El Fosso. Fonte: https://trailsandtravels.com.br
El Fosso. Fonte: https://trailsandtravels.com.br

Todavia, o local é real e é uma das atrações mais visitadas do Monte Roraima. Para relaxar nadando nas águas geladas e transparentes dos lagos da caverna, é necessário atravessar uma longa trilha e descer a a encosta da galeria. Ao fim, todo o esforço vale a pena e você tem uma experiência única.

Proa

Proa, Monte Roraima. Fonte: https://ztrip.com.br/
Proa, Monte Roraima. Fonte: https://ztrip.com.br/

A Proa é um dos principais pontos turísticos do Monte Roraima, especialmente por conta de sua grande altura. Além disso, se localiza na porção frontal norte, em um formato que lembra a Proa de um Navio. Devido a ambos fatores, ganhou o apelido de Proa.  Está localizado na parte Guianense do Pico.

Ponto Triplo

O Ponto Triplo recebeu esse nome por conta da sua localização, situado exatamente na fronteira entre os três países que o Monte Roraima ocupa: Brasil, Guiana e Venezuela. Dessa maneira, é um ponto com uma curiosidade predominantemente política e geográfica.

Ademais, a região oferece outros atrativos, como as formações rochosas da região, bastante singulares e únicas, que foram esculpidas ao longo de milhões de anos pelos ventos e pelas chuvas.

Pedra Maverick

É o ponto mais alto do Tepui, como é também é conhecido o Monte Roraima. Dessa maneira, por conta da sua altura, oferece uma das melhores vista de todo o Monte, totalmente descortinada. Além disso, o nascer e pôr do sol são atrações do local.

Vista do Monte Roraima acima da Pedra Maverick. Fonte: https://roraimatrek.wordpress.com
Vista do Monte Roraima acima da Pedra Maverick. Fonte: https://roraimatrek.wordpress.com

Por outro lado, vale destacar que para chegar à Pedra Maverick, é necessário empregar muita disposição em uma longa caminhada. Todavia, o esforço vale a pena ao final. A Pedra Maverick apresenta esse nome por conta da sua semelhança com um automóvel de mesmo nome.

Lago Gladys

O Lago Gladys é um local repleto de significados espirituais e místicos, fato alimentado e comentado tanto pelos nativos, quanto pelos instrutores da região. Localizado próximo à Proa, o esoterismo do local explica-se naturalmente pela formação de suas rochas e demais elementos.

Lado Gladys. Fonte: https://guiadeviagem.net
Lado Gladys. Fonte: https://guiadeviagem.net

Como se trata de um local repleto de simbolismo e significados, o nome também carrega seu valor semântico. Arthur Conan Doyle, autor do romance “O Mundo Perdido”.

O romance foi escrito tendo como inspiração o Monte Roraima. Nele, havia um lago com  o nome de  “Gladys”. Desse modo, o nome do lago foi dado em homenagem ao escritor.

La Ventana

La Ventana é  mirante mais bonito e mais visitado de todo o Monte Roraima. Para chegar ao local, é necessária uma longa caminhada por trilha, o que pode exigir algum preparo físico da sua parte. Todavia, todo o esforço vale a pena,  visto que, ao chegar ao topo, você tem a sensação de estar no topo do mundo.

La Ventana. Fonte: https://www.trover.com
La Ventana. Fonte: https://www.trover.com

A formação rochosa, aliada com a presença de nuvens na região e o clima agradável local, resultado da grande altitude do Monte Roraima, dão a sensação de estar no céu para o visitante do mirante. Desse modo, pela vista e experiência, é uma visita obrigatória para quem se aventura pelo local.

Jacuzzis

Este local é um dos mais atrativos de todo o Monte Roraima. Consiste em uma série de poços, que formam verdadeiras piscinas naturais. De tons amarelos, devido aos sedimentos locais, elas são cobertas de quartzo e possuem uma água bem gelada, o que a torna ideal para se refrescar depois das trilhas.

Jacuzzis do Monte Roraima. Fonte: https://www.trilhaseaventuras.com.br
Jacuzzis do Monte Roraima. Fonte: https://www.trilhaseaventuras.com.br

Desse modo, você se sentirá em um espaço único, escolhendo uma entre as várias poças existentes para tomar o seu banho. Além disso, o local é ideal para fotos e atualizar as redes sociais. As formações das piscinas naturais são singulares e não se assemelham a nenhuma outra.

Vale dos Cristais

Outro local exótico e esotérico do Monte Roraima é o Vale dos Cristais. Como o nome sugere, trata-se de um local coberto por cristais  (Quartzo). Dessa maneira, o local torna-se único e inesquecível e um destino interessante para os aventureiros que visitam o Monte Roraima em Rondônia.

Vale dos Cristais. Fonte: https://trailsandtravels.com.br
Vale dos Cristais. Fonte: https://trailsandtravels.com.br

O local, projetado pela natureza, cuja ferramentas foram os ventos e a força das águas, é muito belo. As formações das rochas e dos quartzos, misturados às belezas e sinuosidade do Monte Roraima conferem ao espectador um belo espetáculo da grandeza e majestosidade da natureza.

Salto Catedral

O Salto Catedral trata-se de um aglomerado de formações rochosas, que, juntas, forma um elemento similar a uma catedral, fato que dá origem ao nome do local. Além disso, o Salto Catedral abriga diversas piscinas naturais, cascatas, labirintos, etc. Ou seja, é uma descoberta atrás da outra.

Ademais, há um ponto que reúne maior atenção no local. Uma espécie de cachoeira fechada, inserida em uma espécie de gruta, coberta de limo e musgos, que dá origem a uma linda piscina natural no fundo da formação do Salto Catedral.

Desse modo, é um local ideal para relaxar e tomar um banho, visto que o local se trata de uma piscina natural, cujo movimentos da água lembram o de uma hidromassagem. Ademais, as águas geladas são muito refrescantes. O esforço para chegar até o local é compensando a cada segundo de visitação!

Cultura

A Cultura na região do Monte Roraima é diversa. Há influências dos povos indígenas que habitam a região, assim como da ocupação brasileira e venezuelana, por ser tratar de uma região de fronteira. Dessa forma, é comum encontrar manifestações culturais envolvendo estas três culturas.

Além disso, a Amazônia tem forte influência sobre a região, seja na forma de se vestir, nos alimentos consumidos, entre outros. Desse modo, é um pico e uma escalada muito diferente dos outros picos do Brasil, localizados, em sua maioria, na região sudeste, centro-oeste e sul.

Dicas para quem visita o Monte Roraima

Apesar da crescente melhora na infraestrutura do Estado de Roraima, o Estado e a sua capital ainda pecam no quesito infraestrutura. Todavia, esse não costuma ser um empecilho para os aventureiros.

Ademais, é importante que você conheça as atrações e ter certeza que realmente quer realizar esse tipo de passeio. Para quem gosta das escaladas e dos desafios que elas proporcionam, este passeio é obrigatório.

A umidade e a grande incidência solar podem ser um problema, assim como a grande presença de insetos. Dessa maneira, recomenda-se que você use protetor solar e repelente. No mais, aproveite a aventura, que o Monte Roraima proporciona, além da vista descortinada do céu estrelado da Amazônia.

Gastronomia

De maneira geral, não há muita opção no Monte Roraima, pois o parque não permite esse tipo de atividade. Além disso, o local é inviável para manutenção desses estabelecimentos. Dessa maneira, os principais restaurantes da região se localizam na capital do Estado, Boa Vista.

Recanto da peixada. Fonte: https://entreviagens.wordpress.com
Recanto da peixada. Fonte: https://entreviagens.wordpress.com

Desse modo, os principais restaurantes da capital são:

  • Recanto da Peixada, cuja especialidade, como o nome sugere, são os pratos de peixe;
  • Tulipa brasileira, com opção variada entre comida brasileira, italiana e japonesa.

Conclusão

Sendo assim, o Monte Roraima é um excelente destino para as suas férias ou feriados prolongados. Mesclando natureza e aventura, o destino é ideal para os aventureiros e amantes do ecoturismo, sendo um dos principais marcos de toda a Amazônia. Venha você também conhecer essa atração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *