Villa Pehuenia, Argentina

Uma linda aldeia no bosque patagônico

Villa Pehuenia. Foto de: Elmar Heimes – Flickr.

Se você está planejando viajar para Argentina, não deixe de conferir tudo que temos para contar sobre Villa Pehuenia Moquehue. É uma pequena vila, que está situada na província de Neuquén, na parte sul do País.

Assim sendo, este lugarejo que se sustenta economicamente a partir do turismo, encanta a seus visitantes com a linda natureza que apresenta. Destacando o Lago Aluminé, como um de seus principais cartões postais.

Ressalta-se as diferentes propostas turísticas que promovem a comunidade indígena Mapuche, como é o caso do Parque de Neve Batea Mahuida. Já se sabe que Argentina, principalmente no inverno as atividades turísticas não são baratas. Por isso, Villa Pehuenia tem se convertido em uma das opções mais econômicas.

Como chegar

Vista do bosque em Villa Pehuenia
Bosque – Villa Pehuenia. Foto de: Thamy Sales – Flickr.

Villa Pehuenia, que faz parte do Departamento de Alumine, está perto da Cordilheira dos Andes, a 11 km de Chile, sobre a rodovia provincial 13.  Sem dúvida, chegar a este canto parasítico é um show que você não pode perder, visto que os caminhos que levam a vila são encantadores.

Assim, a melhor opção para ir é carro ou alguma excursão até essa pequena cidade.

Quando ir

Como se sabe, o Sul Argentino é conhecido por sua temporada de neve, nesse caso o inverno, com temperaturas muito baixas. Contudo, Villa Pehuenia é uma ótima opção durante diferentes épocas do ano, o que pode ser considerado um lugar ideal para visitar em qualquer estação. Entretanto não podemos esquecer que tanto a primavera quanto o outono a natureza presenteiam o maior espetáculo com suas colorações diferentes.

Um pouco de sua história

A atual vila, foi no passado habitada pelos povos Mapuches (mapu=tierra, che=gente), que ainda vivem perto da cidade. Se destacam historicamente por cultura, idioma (mapudungun), costumes. Decerto sofreram com as explorações espanholas na região, mas que resistiram e ainda fazem parte do território nacional, onde exercem diferentes atividades com o propósito de transformar a localidade em um importante centro turístico do país. 

O que visitar em Villa Pehuenia

Villa Pehuenia é um verdadeiro encontro com a natureza, onde os atrativos devem ser percorridos por seus visitantes através de lagos e montanhas. Ademais, na entrada da cidade existe um centro de informação turística. Neste centro encontra-se uma infinidade de dados sobre os principais circuitos e atividades a realizar na localidade. Antes de empreender-se na aventura, aliás, dê uma passadinha no que eles chamam de Oficina de Información Turistica.

Lago Aluminé

Lago Alumine
Lago Alumine-Villa Pehuenia. Foto de: Gilberto Groppa – Flickr

A região de Villa Pehuenia, conta com os lagos Nompehuen, lago Nedalafquen, Moquehue, Pulmarí, Norquinco e o mais importante Lago Aluminé. Certamente, todos eles com diferentes cores, cachoeiras, pontes, e uma vegetação exuberante que convida a caminhar e se deslumbrar com tamanho resplendor.

Especificamente o lago Aluminé, que é o maior e o mais profundo, se destaca por sua beleza ímpar. As fotografias desse lago dão uma sensação romântica aos que passam por aí. Sem dúvida é um lugar onde você não precisa de mais nada, somente sentar a suas margens e desfrutar de sua beleza singular.

Vulcão Batea Mahida

Vista do vulcão Batea Mahuida
Vulcão Batea Mahuida. Foto de: Federico Pozzi – Flickr.

O Batea Mahuida é um vulcão extinto que está situado na fronteira de Chile. Seu nome deriva de sua forma de bandeja inversa e “Mahuida” significa montanha no idioma Mapuche.  Dessa maneira, o vulcão que está a 1900 metros de altura é um lugar perfeito para aqueles que querem fazer trekking.

Vale destacar que a caminhada até o topo da montanha é no total de 15 km. Todavia, se pode subir de caminhonetes 4X4. Aconselha-se que este passeio seja feito em excursão ou com aqueles que conhecem o trajeto, uma vez que a subida apresenta certa dificuldade.

No entanto, esse é um passeio imperdível e uma linda experiência, de visitar um vulcão e de poder aproveitar uma das vistas mais lindas da região. Ademais, o vulcão possui uma laguna de águas cristalinas lindíssima que você não pode deixar de conhecer.

Vale saber que a entrada ao vulcão não é gratuita. No centro de informação turística se pode saber o valor atual e horário de funcionamento.

Parque de Neve Batea Mahuida

Parque de Neve Batea Mahuida. Foto de: 2n1 – Flickr

O Parque de Neve pertence à Comunidade Mapuche Puel e é um empreendimento que visa ser um centro de esqui para todos, como bem proclamam em sua página na Internet. Realmente em comparação a outros campos de esqui da Argentina, este é bastante econômico.

Além disso, a neve nesse lugar costumava durar em torno de 5 meses. Um lugar perfeito para snowboard, esqui, trenós, moto de neve e ski nórdico. As pistas são perfeitas para esses esportes como, por exemplo, a Monkol que tem 700 metros de comprimento e está a 1.700 metros de altura. Aliás, nesse lugar estão as pistas para os iniciantes e uma pista infantil.

Ademais, o parque tem bar, estacionamento e assistência médica.

Golfo Azul

Península Golfo Azul
Golfo Azul. Foto de: Patricia Sgrignuoli – Flickr

Essa pequena península, por onde saem as embarcações no Lago Aluminé é um lugar perfeito para passar o dia em contato com a natureza. Ademais para os gostam do passeio de canoas, é daí que partem as excursões às praias que bordem o lago. Com destaque a ilha das 4 praias que é um ponto de parada para descanso e para comer algum lanche.

Paso del Arco

Paso del Arco. Foto de: Gabriel Garriga – Flickr

Trata-se da antiga fronteira com o Chile que está apenas 10 km da Villa. Esse é um lugar que guarda muita história, principalmente pelo intercambio de mercadoria entre os dois pais.

Do mesmo modo, esse caminho pode ser apreciando por sua floresta e por seus lagos. Sendo um recorrido de areia vulcânica na maior parte do trajeto em meio araucárias milenares. Ainda este é o caminho a cidades chilenas Lonquimay e Liucura.

Mirantes de Villa Pehuenia

Villa Pehuenia possui 8 mirantes, sendo eles:  Paso del Arco, Del Ciprés, De las Antenas, Camino a Moquehue, Del Golfo, Del Litrán, De La Cumbre, De Los Lagos. Todos possibilitam vistas panorâmicas fantásticas. Nesse post apresentamos 3 deles:

Del Ciprés

Mirador del Ciprés visto de fora.
Mirador del Ciprés. Foto de: javier.vzq – Wikiloc

Esse é um dos lugares mais espetaculares, que conta com duas praias. Inegavelmente um lugar para ir com família e amigos. Ainda possui bancos para que as pessoas possam sentar e deleitar-se com a linda visão panorâmica do Lago Aluminé.

Esse lugar é tão bonito, que as fotografias de todo o lago sempre ficam perfeitas. Bem como, a floresta que dá um outro toque de beleza. Isso faz com que você não queria sair mais desse paraíso.  Vale destacar que é fácil o acesso, tanto caminhando ou de carro. É um lugar muito limpo e conservado.

Paso del Arco

Está situado na margem sul do Lago Aluminé, onde se pode ver grande parte do mesmo e a nascente do rio homônimo. O lindo deste mirante é a vista da Cordilheira dos Andes. Também é um ponto de observação de aves.

De la Cumbre

Juntamente com o passeio ao topo do Vulcão Batea Mahuida, esse mirador é o que tem as melhores vistas da região. Exatamente desse ponto que você pode ver outras obras da natureza local, como os vulcões: Lanin (na Argentina), Villarrica, Llaima, Lonquimay Tol Guaca (no Chile). Além disso ainda há os lagos Aluminé y Moquehue e a Península los Coíhues. Por fim, ainda se pode ver aos lagos chilenos lagos Icalma y Galletue, entre outras.

O centro da cidade

Vista do Centro de Villa Pehuenia
Villa Pehuenia – Centro. Foto de: https://xn--viajandotodoelao-lub.com/2017/03/08/villa-pehuenia/

O centro da cidade é composto basicamente de diferentes serviços pensados para os turistas como bares, restaurantes, supermercados, lojas de artesanatos, agencias de excussões, farmácias, lojas de alugueis de roupas e equipamentos e casa de chá.

Frequentemente, se realizam diferentes festas e festivais com o intuito de divulgar a localidade. É valido comentar que Pehuenia é relativamente nova. O município foi oficialmente constituído em 1989.

Assim, ressalta-se a Fiesta del Lago, realizada no mês de janeiro, quando se festeja o aniversário da cidade. Além disso, a Grab Paella Gigante, que é realizada na Semana Santa. Ainda o Festival del Chef em maio, quando reúne os melhores produtores de bebidas e da gastronomia da Patagônia. Outros eventos, são: Salomon K21 Villa Pehuenia, Expo Cordillera, Encuentro de Intercambio Cultural Argentina – Chile e Pehuenia Extreme.

Gastronomia

Frente do Restaurante Los Radales
Los Radales. Foto de: Los Radales Restaurante

Como um dos propósitos dessa cidade turística é divulgar a culinária e os produtos regionais, a comida é uma das maiores preocupações de bares e restaurantes.

Dessa maneira, sugerimos 3 restaurantes. O primeiro, Los Radales, se destaca por seu atendimento agradável e pelo excelente sabor dos pratos, como por exemplo bife de cabra, batata trufada, e outros.

Em segundo lugar, sugerimos o Parador del Lago, que tem um adicional muito importante: a vista para o lago. A comida é simples e o atendimento bom muito.

Taberna Patagônica, é a terceira sugestão. O restaurante tem um bom atendimento, comida saborosa e preços razoáveis.

Enfim, Villa Pehuenia é um daqueles lugares que você deve ir, caminhar e desfrutar da natureza. Além disso, esse paraíso busca cada dia atender com qualidade e hospitalidade todos que passam por aí. Esperamos que você seja um deles.

 

Dica => Acomodações em Aluminé

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *