Serra da Capivara

Guia Completo

Serra da Capivara. Fonte: Artur Warchavchik, Wikicommons.
Serra da Capivara. Fonte: Artur Warchavchik, Wikicommons.

O Parque Nacional Serra da Capivara, é popularmente conhecido apenas como “Serra da Capivara”. Trata-se de uma unidade de conservação localizada no Estado do Piauí. Tornou-se mundialmente famosa após a descoberta de diversas pinturas rupestres nas paredes de suas grutas e cavernas.

Pintura Rupestre na Serra da Capivara. Fonte: Douglas Iuri Medeiros Cabral, Flickr.
Pintura Rupestre na Serra da Capivara. Fonte: Douglas Iuri Medeiros Cabral, Flickr.

Desse modo, além da beleza natural por ser um local de serra e rica natureza, o local se destaca por sua importância cultural, histórica e educacional. Assim sendo, preparamos este breve artigo sobre a Serra da Capivara. Apresentaremos os atrativos, cultura, quando ir, como ir, entre outros. Confira!

Principais informações sobre a geografia da região

Canto do Buriti, Coronel José Dias, São João do Piauí e São Raimundo Nonato são  os municípios do Piauí que estão incluídos na área da Serra da Capivara, Além de ser uma unidade de conservação, a Serra da Capivara é sítio arqueológico pré-histórico, com legislação que visa a sua preservação integral.

Vegetação da Caatinga. Fonte: Otávio Nogueira, Flickr.
Vegetação da Caatinga. Fonte: Otávio Nogueira, Flickr.

Ademais, o bioma da região é predominantemente de caatinga, embora haja algum vestígio de transição do bioma do cerrado. De forma geral, a caatinga é marcada por vegetação de poucas folhas, cales retorcidos e estrutura adaptada para sobreviver a longos períodos de seca.

Como chegar na Serra da Capivara

A forma mais fácil de chegar é por meio de Teresina, capital do Estado do Piauí.  Todavia, também há a possibilidade de se deslocar para a Serra da Capivara por meio de Petrolina, em Pernambuco. O município mais próximo e com melhor infraestrutura para recebê-lo na Serra da Capivara é São Raimundo Nonato.

De Teresina para São Raimundo Nonato são poucos mais de 500 km. Há várias empresas que realizam o trajeto. Há também a possibilidade de ir de carro.

Para a segunda opção, pegue a BR-343 até a cidade de Floriano. Em seguida, é necessário virar a direita na BR-230 e depois a esquerda para pegar a PI-140 até o destino final.

A distância de Petrolina para São Raimundo Nonato é de 340 km. Para se descolar até a Serra da Capivara, é necessário pegar a rodovia BA-2010 até a cidade de Sobradinho, quando você deve virar à direita para pegar a BR-235. Siga até remanso, onde você deve pegar a BR-324 até São Raimundo Nonato.

Baixão das Andorinhas

Esse atrativo leva esse nome devido à presença desses pássaros, especialmente ao final da tarde, quando proporcionam um lindo espetáculo. Todavia, o passeio não se resume apenas a isso. Além de avistar o cânion do Boqueirão, região por onde as andorinhas, passam, o local possui outros atrativos.

Baixão das Andorinhas. Fonte: Claudia Regina, Wikicommons.
Baixão das Andorinhas. Fonte: Claudia Regina, Wikicommons.

Entre eles, podemos citar os mais de 12 sítios arquelógicos presentes no local. Dessa forma, o local é indicado tanto para os amantes da natureza quanto para quem deseja conhecer as curiosidades arqueológicas da região.

De preferência, escolha o período do final da tarde para fazer o passeio, visto que é o horário com menor incidência solar e é quando as andorinhas promovem o espetáculo no local, com seus cantos e bater de asas.

Desfiladeiro da Capivara

Com trilha de mata densa, mas de fácil execução, o Alto da Pedra Furada é atrativo obrigatório. Afinal, todo esforço é recompensado. No local é possível observar diversas pinturas rupestres, de milhares de anos. Desse modo, é visita obrigatória para quem viaja para a Serra da Capivara.

Desfiladeiro da capivara. Fonte: https://viajarbemebarato.blog
Desfiladeiro da capivara. Fonte: https://viajarbemebarato.blog

Entre os desenhos, destacam-se as figuras geométricas e formas que lembram animais e a atividade de caça. Além disso, o local serve de passagem para o Veadinhos azuis e Boqueirão do Papagaio.

Alto da Pedra Furada

Apesar de ser uma trilha de difícil acesso, ela é uma das principais para quem visita a região. Entre as barreiras, destaca-se uma escada com mais de 350 de graus. Dessa forma, pode ser um empecilho para quem tem mobilidade reduzida.

Pedra Furada na Serra da Capivara. Fonte: Douglas Iuri Medeiros Cabral, Flickr.
Pedra Furada na Serra da Capivara. Fonte: Douglas Iuri Medeiros Cabral, Flickr.

Todavia, ao chegar ao topo, é possível observar a Pedra Furada, além de toda a região. Ideal para ver o pôr do sol e observar o horizonte.

Baixão da Pedra Furada

É um dos destinos mais famosos e visitados de toda a Serra da Capivara. Além de seu atrativo natural, o trajeto atravessa por outros atrativos dentro do Parque, como o Baixão das Mulheres, Toca do Boqueirão da Pedra Furada, Sítio do Meio, Circuito Caldeirão dos Rodrigues, entre outros.

Além disso, é possível visitar dez sítios arqueológicos na trilha do Baixão da Pedra Furada. Desse modo, é ideal também para quem deseja conhecer um pouco mais sobre o trabalho realizado na Serra da Capivara sobre a ocupação pré-colombiana nas Américas.

Comprar Cerâmica

A cerâmica é um material feito a partir do barro. É muito comum em várias regiões do Brasil, incluindo o interior do Nordeste. Este hábito vem de muito tempo, e muitas tribos indígenas já desenvolviam essa tarefa, antes mesmo da chegada dos portugueses.

Cerâmica local. Fonte: http://valorizeacultura.blogspot.com/
Cerâmica local. Fonte: http://valorizeacultura.blogspot.com/

Alguns utensílios encontrados nos sítios arqueológicos no local, por exemplo, são feitos de cerâmica e possuem milhares de anos.  Desse modo, vale a pena adquirir alguns dos produtos de cerâmica que são produzidos no local: canecas, pratos, vasos, entre outros.

Além de contribuir para a economia e o turismo local, você estará levando um pouco da cultura da Serra da Capivara com você.

Museu do Homem Americano

Esse Museu apresenta mais de 4 décadas de pesquisas feitas na região da Serra da Capivara e os achados arqueológicos encontrados. Dessa maneira, aborda a evolução da ocupação do homem pré-colombiano nas América. Além disso há a exposição de diversos materiais encontrados durante a escavação.

Museu do Homem Americano. Fonte: Vagner Carvalheiro, Wikicommons.
Museu do Homem Americano. Fonte: Vagner Carvalheiro, Wikicommons.

Entre os materiais, destacam-se os seixos utilizados para fazer fogueiras há mais de 50.000 anos. Vale ressaltar que antes da existência destas descobertas, acreditava-se que o homem havia chegado no continente americano mais recentemente, cerca de 15.000 anos atrás.

Desse modo, além de ser um passeio ao passado, o Museu do Homem Americano apresenta artefatos que ajudaram a reescrever a história de toda a história do continente.

Quando ir para a Serra da Capivara

A melhor época para viajar para a Serrada Capivara é entre os meses de novembro e janeiro, quando a vegetação local assume várias tonalidades, o que confere ao visitante e expectador uma bela vista da paisagem de toda a Serra da Capivara e das várias tonalidades das plantas xerófitas da caatinga.

Além disso, vale destacar quando você não deve ir: no mês de outubro. Nesse mês, a região atravessa o auge do período de estiagem e forte calor, o que pode ser um empecilho grande para quem visita a região, especialmente para aqueles que não estão acostumados com essas variáveis.

Cultura

De maneira geral, a cultura na região da Serra da Capivara se assemelha muito à cultura do interior do Piauí em geral. Ou seja, sertaneja e nordestina. Desse modo, tem a influência da cultura dos vaqueiros, profissão mais importante para a ocupação do Estado do Piauí ao longo da sua história.

Típica casa na Serra da Capivara. Fonte: Otávio Nogueira, Flickr.
Típica casa na Serra da Capivara. Fonte: Otávio Nogueira, Flickr.

Todavia, os aspectos culturais mais importantes da região são aqueles que de povos que viveram naquelas terras há muitos anos. Os homens das cavernas pré-colombianos deixaram muitos artefatos e pinturas nas paredes da Serra da Capivara.

Desse modo, há vários atrativos no local para entender e aprender sobre a descoberta desses artefatos, além de conhecer alguns sítios pré-históricos abertos para visitação.

Dicas de viagem

Entre as principais dicas de viagens que podemos destacar, não podemos deixar de falar das preocupações quanto ao calor e clima local. Desse modo, beba bastante água e sempre use protetor solar antes dos passeios.

Ademais, outro ponto importante que deve ser tocado é a preservação dos espaços de visitação. Embora haja profissionais responsáveis para tal, não custa nada cada um fazer a sua parte, né? Afinal, além de patrimônio natural, a Serra da Capivara também é patrimônio cultural.

Gastronomia

A gastronomia local é predominantemente nordestina. Dessa forma, tem influências do sertão nordestino. A presença de carnes de caprinos e temperos como a pimenta são comuns.

Carne de bode, comida típica do Piauí. Fonte: https://come-se.blogspot.com
Carne de bode, comida típica do Piauí. Fonte: https://come-se.blogspot.com

Entre os principais restaurantes presentes próximos à região da Serra da Capivara, destacamos:

  • Bode Assado Do Tanga, um restaurante tradicional de São Raimundo Nonato, com comida caseira e tipicamente nordestina.
  • Soares – Galinha Caipira, restaurante especializado na venda de galinha caipira, mas que conta com outras opções de pratos nordestinos.

Conclusão

Assim sendo, a Serra da Capivara é um dos destinos mais atrativos do Piauí e de todo o interior do Nordeste. É indicado para os amantes de história, arqueologia e cultura. Além disso, conta com diversas belezas naturais e diversos atrativos para os amantes do ecoturismo.

Desse modo, que tal separar uns dias na sua agenda para conhecer o local cujas paredes guardam a história das Américas? Venha conhecer a Serra da Capivara você também!

Dica => Acomodações em Teresina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *