Segóvia, Espanha

A cidade do aqueduto

Catedral Santa Maria de Segóvia. Foto de: https://correndomundo.blogspot.com/2015/01/segovia-mito-e-misticismo.html

Segóvia é um município de Espanha que faz parte da comunidade autônoma de Castela e Leão (Castilla y León). Certamente, conhecer seu o patrimônio arquitetônico e cultural é um dos melhores passeios para os que visitam a esta belíssima cidade.

Declarada pela UNESCO em 1985 como Patrimônio da Humanidade, Segóvia cativa com seu Aqueduto Romano. Igualmente, destaca-se por sua Catedral, Alcázar e outros lugares que você não pode deixar de conhecer.

Adentrando-se um pouco em sua história, Segóvia, tem como povos originários os romanos, visigodos e muçulmanos. Entre os séculos XV e XVI, esta cidade chegou a ser o polo têxtil de Espanha. Ademais, exerceu um forte papel na consolidação do Império Espanhol pelo Rei Católico Carlos I.

Assim sento, te convidamos a dar um passeio por esta linda cidade e conhecer muito mais de sua biografia e seu importante papel na criação de Espanha.

Como chegar

Escolher Segóvia para visitar é algo que você não irá se arrepender. A cidade está perto de Madri, a menos de 100 km. Portanto, a distância não é uma barreira para você dar uma pequena fugidinha e conhecer as maravilhas que existe por lá. É um plano perfeito!

De acordo com os demais lugares em Espanha, em Segóvia os serviços de transportes utilizados podem ser carro, ônibus e trens. Sem dúvida alguma que o mais rápido é o trem AVE (Alta Velocidade), em 30 minutos você pode ir de uma cidade a outra. Por outro lado, a opção mais barata é o ônibus. Uma viagem pode durar até 1:30 hora. No entanto, são vários os horários oferecidos pelas empresas e a um preço bem econômico.

Quando visitar a cidade

Segóvia tem um clima mediterrâneo continental, isso significa, frio e seco, devido a sua altitude que está a 1000 metros do nível do mar. Em geral, a temperatura da cidade é de 12 °C. No verão as temperaturas se elevam a 34 °C, ou seja, um clima bastante agradável.

Entretanto, o inverno é bastante rigoroso onde as temperaturas podem passar de -14 °C., contudo, se sugere conhecer a Segóvia entre junho e setembro. Consideramos que a eleição depende muito de como você pretende conhecê-la. Além disso, com neve a Cidade do Aqueduto, não perde sua magia e graça.

Quanto tempo para conhecer os principais pontos turísticos

Como Segóvia está pertinho de Madri, você pode fazer uma visita de um dia. Todavia, caso queira conhecer um pouco mais, consideramos que 2 dias está perfeito.

O que conhecer em Segóvia

O Aqueduto de Segóvia

Aqueduto de Segóvia
Aqueduto de Segóvia. Foto de: Bernard Gagnon.

Esta obra da engenharia civil romana é uma das edificações antigas mais importantes de Espanha. Esta obra arquitetônica foi construída para abastecer a cidade com a água das montanhas. O transporte era realizado por vários tanques, sendo utilizado até o final do século XIX.

Atualmente, os arcos do Aqueduto impressionam com a altura de 29 metros. Ou seja, são 728 metros de comprimento, que podem ser visualizados em diferentes pontos da cidade.

Ademais, está bem preservado. Por certo, é um verdadeiro cartão postal de Segóvia.

E para tirar aquela foto incrível, o melhor ponto é na Plaza del Azoguejo, pois há uma escadaria de onde é possível conseguir o melhor ângulo para a foto.

A Catedral

Catedral Santa Maria de Segóvia. Foto de: https://correndomundo.blogspot.com/2015/01/segovia-mito-e-misticismo.html

Outra construção espetacular de Segóvia, é a Catedral, de estilo gótico, que data do século VI. Conhecida como a Dama das Catedrais, a Catedral de Santa Maria de Segóvia, recebe este título por ser uma das igrejas mais elegantes de Espanha.

Surpreendente, sua imponência não passa desapercebida, já que seu visual arquitetônico e dimensões são impressionantes. Com efeito, a Catedral está situada dentro do Centro Histórico, na Plaza Mayor de Segóvia.

Da mesma maneira, a visitar a Torre da Catedral é um passeio imperdível, que surpreende não só por história e religião, como também pela vista de toda cidade.  Aliás, a Torre está composta por 10 sinos que vão do menor ao maior tamanho.

Alcázar

Alcázar de Segóvia. Foto de: https://viagemeturismo.abril.com.br/atracao/alcazar-de-segovia/

Está situado dentro do Centro Histórico, e é um palácio árabe de grande beleza. Para muitos a aparência do Alcázar lembra aos castelos de contos de fadas. Sem dúvida alguma é um dos ícones das fortalezas medievais de Espanha.

Da mesma forma, sua arquitetura chama atenção por seu formato que lembra a proa de um navio. Em 1862 sofreu um grande incêndio e precisou ser restaurado. Entretanto, passou por várias reformas posteriormente.

No passado o Alcázar exerceu várias funciones que foi de fortaleza, palácio real, prisão, Colégio Real de Artilharia e Arquivo Histórico Militar. Atualmente é um espaço de arte, cultura e história de Segóvia.

Judería

Bairro Judio em Segóvia.
La Juderia. Foto de: http://leticiateguiaporsegovia.com/monumentos/la-juderia/

É um bairro de comunidade judia desde o século XII e está limitado por muralhas. Ótimo percorrer suas ruas estreitas, tais como, Rua Judería Vieja, Rua La Almuzara, Rua de Judería Nueva. Similarmente é possível conhecer a antiga casa palácio de Abraham Senneor. Ele foi um dos judeus que frequentou a alta sociedade de Segóvia, sem converter-se. Hoje a casa é o Centro Didáctico la Juderia. Caminhar por essas ruas é voltar ao período medieval.

O Monasterio de San Antonio El Real

Monasterio de San Antonio el Real. Foto de: Zarateman – Wikimedia.

Foi o antigo Palácio Real de férias de Enrique IV e atualmente é o Convento da Congregação das Irmãs Clarissas. Ao mesmo tempo, é um Museu de Pintura e artesanato do Século XV. Ainda conta com uma igreja e uma sala capitular. A capela é de estilo mudéjar (que é uma mistura dos estilos católicos e árabes) e a fachada gótica-isabelino. Antes de visitar o monastério é bom consultar dias e horários.

A Casa dos Picos

Casa dos Picos – Segovia. Foto de: Bernard Gagnon

É um edifício muito interessante por causa da fachada, pois, possui em torno de 617 picos de granito, construída no século V. A casa dos Picos está na rua Juan Bravo. Este edifício passou por vários proprietários e hoje pertence ao Ministério de Educação e Ciência. Atualmente, neste local, funciona a Escola de Artes Aplicada. Certamente é um perfeito lugar para tirar fotos.

Igreja Católica San Martín

Igreja San Martin
Igreja Católica San Martín. Foto de: Juan Carlos Castle

Construída no século XII, trata-se de uma igreja com estilo romântico.  Toda a igreja é cercada por galerias, com exceção das absides. Está situada entre a Praça de San Martin e a Praça de Medina del Campo. É um monumento nacional. O que possui de significativo é sua arquitetura formada por 3 naves que terminam em absides semicirculares. Decerto, é um templo católico muito bonito.

As Praças de Segóvia 

Plaza Azoguejo
Plaza Azoguejo – Segovia. Foto de: Abrakondabra

Primeiramente, a praça mais famosa da cidade é a Plaza Mayor. A mesma se destaca por seus prédios históricos como a Catedral, a Igreja de San Miguel e o Teatro Juan Bravo. Da mesma forma, se destaca pelos restaurantes e lojas de artesanatos. É um lugar amplo que está rodeado de preciosas obras arquitetônicas.

Posteriormente está a Plaza de San Martin que merece atenção, pois, é onde está localizada a Igreja homônima.

Igualmente famosa é a Plaza del Azoguejo, que no passado era a praça do mercado da cidade. É o ponto ideal para iniciar sua visita à Segóvia, pois, é uma das principais entradas para o centro histórico. Ademais, a praça está perto do Aqueduto, em sua parte mais alta. Além disso, é considerada o ponto de encontro de várias excursões pela cidade.

Por fim, localizada no coração de Segóvia, há a Plaza de las Sirenas que é conhecida por estar perto de vários monumentos, bares e restaurantes.

Puerta de San Andres

Puerta de San Andres. Foto de: Rafa Esteve.

Não poderíamos esquecer da Puerta de San Andres, que é considerada um monumento de Interesse Cultural. É uma das portas de entrada para as muralhas de Segóvia e o ponto de informação turística para aqueles que desejam percorrer as muralhas.

Muralhas de Segóvia

Muralhas de Sagovia. Foto de: https://segoviaudaz.es/la-alcaldesa-segovia-denuncia-la-administracion-central-estrangulados-los-ayuntamientos/

Antigamente eram os muros que defendiam a cidade. Atualmente são restos arquitetônicas de grandíssima beleza. Possuem quase 3 km de perímetro. Ainda hoje cerca parte do centro histórico. Além disso, contribui para manter esse “ar” do século XI. Um passeio que realizado à noite, oferece uma linda vista da cidade devido a sua iluminação.

Mirador de Pradera de San Marcos

Mirador de Pradera de San Marcos. Foto de: Esther Sanz.

O mirante é um grande jardim perto do Rio Eresma. Um lindo lugar para passear com o Alcázar aos fundos. No entanto, este mirante possui uma particularidade. Ele se situa em um plano mais baixo com vista para o Alcázar que está no alto. O que o difere dos mirantes comuns. Inegavelmente este é o ponto perfeito para aqueles que gostam de tirar fotos românticas.

Palácio Real de la Granja de San Ildefonso

Palacio Real de la Granja de San Ildefonso.
Palacio Real de la Granja de San Ildefonso. Foto de: Rafa Esteve .

Contudo, se ainda te sobra um tempo em Segóvia, recomendamos visitar o Palácio Real, que está a 15 km do centro histórico. Ele é uma das residências oficiais da família real espanhola. Seus jardins foram inspirados no de Versalhes. Você pode contratar uma excursão e ir conhecer o Chateau de Versailles espanhol.  Porém, atenção, primeiro procure saber se a família real não se encontra no palácio, pois, nestes casos fica limitado o passeio aos jardins.

Gastronomia

Restaurante Jose Maria Segovia. Foto de: https://www.chainedesrotisseurs.com/view_pro_member_v2.php?bcode=3579&l=EN

Segóvia, como toda cidade espanhola oferece uma culinária fantástica, sendo o prato mais famoso o conchinillo. Ele é um leitão assado que você poderá saborear em vários dos restaurantes espalhados pela cidade.

Como primeira recomendação indicamos o Restaurante Taberna Lopez, que serve excelente comida com preços razoáveis.

A segunda sugestão é o Restaurante Jose Maria que tem uma comida muito saborosa, como, por exemplo, o patê de fígado com marmelada de tomate. O atendimento também é perfeito.

O restaurante El Oso Blanco, além de ser um ótimo lugar para comer, também oferece música ao vivo. Ademais, o atendimento é excelente e o lugar muito bonito.

Enfim, esperamos que se divirta muito em Segóvia e leve para casa lindas recordações desse lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *