O que fazer em Huaraz, Peru

A cidade das lagoas

Huaraz. Fonte: Christian Cruzado.
Huaraz. Fonte: Christian Cruzado.

O Peru é um dos países mais atrativos para turistas de toda a América Latina. Entre destinos que misturam belezas naturais, cultura e história, há bons exemplos de locais para viagens inesquecíveis. Um destes locais é a cidade de Huaraz. Afinal, o que fazer em Huaraz?

O principal ponto de destaque são as lagoas, mas elas não correspondem a todos os atrativos dessa cativante cidade no coração do Peru e da Cordilheira dos Andes. Para fazer com que você saiba tudo sobre o local, fizemos este breve artigo. Leia e saiba tudo sobre Huaraz!

Curiosidades

Huaraz, cidade cercada de montanhas. Fonte: Esmée Winnubst.
Huaraz, cidade cercada de montanhas. Fonte: Esmée Winnubst.

A região de Huaraz conta com presença humana desde os 10.000 anos A.C. Posteriormente, se tornou rota para os antigos Incas. Entre as alcunhas que a cidade recebe, destacamos “Paraíso Natural do Mundo”, “Capital internacional da amizade”, entre outros.

Estas alcunhas não se deram ao acaso, mas devido às grandes belezas naturais que são encontradas na cidade, que impressionou diversos povos que por lá passaram e fixaram colônias. Assim como outros destinos do Peru, Huaraz ganhou notoriedade turística a partir do início do século XX.

Como chegar

É possível chegar em Huaraz tanto pela via área quanto pela vista terrestre. Pela via área, é necessário pegar um voo diário que parte da cidade de Lima, capital do Peru e desembarcar em Anta, localizada a 15 minutos de distância de Huaraz.

Para quem prefere ir pela estrada, o modo mais fácil é utilizado os serviços dos diversos ônibus que fazem o trajeto entre várias cidades do Peru até a cidade de Huaraz. Entre as principais que oferecem esta opção, destacamos Lima, Chiclayo, Chimbote e Trujillo.

O que fazer em Huaraz

A maioria dos passeios que você pode fazer em Huaraz são os de aventura, fazendo diversas trilhas nas montanhas do andes e indo de encontro aos belos lagos da região. As águas azuis destes lagos refletem o céu e as montanhas, o que vai você se sentir no paraíso.

Desse modo, apresentaremos as principais atrações neste sentido. Elas são ideais tanto para os amantes de aventuras e da natureza quanto para os que desejam estão em busca de paz e tranquilidade. As belas vistas de Huaraz irão fazer você desestressar.

Laguna 69

Laguna 69. Fonte: Christian Cruzado.
Laguna 69. Fonte: Christian Cruzado.

A Laguna 69 apresenta uma linda tonalidade de azul turquesa. Desse modo, é uma das lagoas mais bonitas da Cordillera blanca e visita obrigatória. Todavia, para se chegar até ela, é necessário atravessar a trilha mais difícil entre todas as que iremos listar ao longo deste texto.

É necessário vencer 700 metros de altitude, partindo dos 3.900 m até os 4.600. A trilha dura aproximadamente 3 h 30 min. Dessa maneira, você deve estar com o preparo físico em dia. Além disso, deve ir vestido com roupas adequadas para realizar uma longa caminhada.

Os ventos frios e a temperatura amena podem enganá-lo e fazer com que você ‘esqueça’ de se hidratar. Desse modo, lembre-se sempre de repor os líquidos, bebendo bastante água. Ao final, a vista para a laguna 69 recompensa qualquer esforço!

Lagunas Llanganuco

Um dos passeios mais tradicionais da cidade, estes lagos se encontram a 2h 30 min de carro da cidade. Para realizar o passeio, é necessário dedicar um dia inteiro do seu roteiro, dado a grande distância até chegar até as lagunas.

Ao chegar ao local, você irá se deparar com duas lindas lagoas, sendo as mais bonitas delas a Llanganuco Chinancocha. Assim como as demais lagoas da região, esta apresenta um lindo tom de azul.

Além disso, as montanhas formam um paredão em volta da lagoa, que torna tudo mais bonito.

Laguna Llaca

A Laguna Llaca não apresenta uma coloração tão bonita quanto as demais. Isto é, os tons de suas águas são acinzentados e não lembram o azul turquesa de outras lagoas, como a Laguna 69. Todavia, ela apresenta seus próprios atrativos e é muito bela. Desse modo, vale a pena visitá-la.

Para chegar até ela, é necessário percorrer 22 km de carro, em um percurso que, por conta das condições da estrada, costuma demorar 2h.

A paisagem encantadora, com as montanhas com pico cobertos de neve, ajuda a compensar a coloração da água, criando uma ambientação única e inesquecível para quem visita esta lagoa.

Laguna Paron

Laguna Parón. Fonte: Lindsey Nicholson.
Laguna Parón. Fonte: Lindsey Nicholson.

Uma das atrações mais distantes, mas também uma das que mais tira o fôlego. Feche os olhos e imagine o paraíso e provavelmente você terá a visão da Laguna Paron. Para chegar até esta atração, é necessário percorrer 2h 45 min de automóvel, por 100 km.

A paisagem da Laguna Paron é toda esplêndida. A coloração da água é o primeiro elemento de destaque, com um azul turquesa que beira a perfeição. Além disso, os morros negros ao lado e as montanhas cobertas de neve ao fundo ajudam a construir um lindo cenário.

Trekking Cordillera Blanca

Você é daqueles que não pode ver uma trilha que já se anima para percorrê-la e morre de ansiedade para saber o que o espera ao final? Então a trilha da Corillera Blanca – Cebollapampa é uma das melhores pedidas para você.

Além dos dois pontos citados anteriormente, esta trilha atravessa por Quebrada de Llanganuco, Mirador de Portachuelo e Yanapqcha. Desse modo, é necessário que você apresente certo preparo físico para percorrer por toda a trilha.

Todavia, a visão das montanhas dos andes recompensa todo o esforço.

Ruínas de Chavín de Huantar

Ruinas de Chavín. Fonte: Sophie Robson.
Ruinas de Chavín. Fonte: Sophie Robson.

Você deve saber que o Peru foi a região onde os Incas instalaram um grande império antes da chegada dos Europeus na América. Todavia, eles não foram os únicos povos a formar uma civilização neste continente no Peru.

Por volta de 800 a 200 A.C, o Peru foi ocupado pela civilização Chavín. Assim como os Incas, o principal elemento construtivo que utilizavam eram as pedras disponíveis na região. Com estas pedras, construíram diversos monumentos que ainda estão de pé atualmente.

Desse modo, se você optar por um dia de passeio cultural em meio a tantas aventuras e lagoas, vale a pena visitar as ruínas de Chavín.

Glaciar Pastoruri

O Glaciar Pastoruri consiste em uma pedra de gelo, literalmente. Ela está localizada em uma montanha da região. Assim como a maioria dos passeios na cidade, você precisará de um dia inteiro para visitar o local. Todavia, o passeio compensa, tanto pelo Glaciar quando pelo conjunto da obra.

Antigamente, era possível subir no Glaciar para tirar fotos. Entretanto, atualmente, tal ação está proibida. O gelo não apresenta mais tanta firmeza. Ademais, isto não atrapalha a qualidade do passeio e você pode tirar várias fotos do Glaciar para atualizar as redes sociais.

É importante destacar esse ponto, pois especialistas afirmam que o Glaciar irá durar até os anos de 2030, apenas. Aproveite enquanto há tempo!

Quando ir

A temporada de chuvas em Huaraz está compreendida entre os meses de novembro até a primeira metade do mês de abril. Desse modo, o melhor período para conhecer a cidade de Huaraz se dá entre a segunda metade do mês de abril até o mês de novembro.

O céu limpo e a baixa precipitação de chuvas tornam os passeios mais seguros e proveitosos. Além disso, as chuvas enchem os diversos lagos da região, o que os torna ainda mais belos. Fora desta época, você pode encontrar alguns lagos um pouco vazios — o que afeta a sua beleza.

Cultura

A cultura local é muito semelhante às regiões andinas do Peru. Ou seja, tem grande influência dos povos montanheiros, além de guardar alguns elementos da grande civilização inca. O uso de gorros peruanos e uma espécie de xale típico peruano são comuns.

Eles costumam ser bastante coloridos e apresentam uma série de estampas típicas da região. Além disso, são feitos com a lã de animais da região, como a lhama. Por fim, na gastronomia, costumam utilizar elementos como batatas, milho e carne de alpaca.

Dicas de viagem em Huaraz

Apesar de ter o foco do turismo em suas belezas naturais, esta cidade do Peru apresenta também fortes tradições culturais, embora não tenha abrigado uma grande cidade Inca. De forma geral, as culturas são resguardas pelas comunidades andinas que moram na região.

Eles são os que fazem os principais serviços turísticos na região, auxiliando turistas a visitar os diversos lagos locais. Além disso, suas vestimentas típicas podem auxiliá-lo a enfrentar a temperatura local e a entrar no clima dos Andes peruanos.

Gastronomia em Huaraz

A gastronomia na cidade tem grande influência da culinária andina. Desse modo, utiliza raízes e carne de animais típicos da região. Conforme citamos anteriormente, a batata, o milho e a carne de alpaca são elementos comuns nos pratos peruanos, sempre muito saborosos e autênticos.

Entre os principais restaurantes locais, podemos citar:

  • El fogón;
  • Trivo Resto Bar.

Ambos especializados em comida Peruana.

Conclusão

Assim sendo, Huaraz tem diversos atrativos naturais que vão fazer a sua viagem ao Peru se tornar inesquecível. A viagem é indicada para os amantes de aventura e de natureza.

Quer fazer várias trilhas e ser recompensado com excelentes paisagens ao final? Então esta é a viagem adequada para você!

Dica => Acomodações em Huaraz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *