Natal, Rio Grande do Norte

A Cidade do Sol

Natal é um dos principais destinos turísticos do Nordeste e do Brasil. Alvo de inúmeras reportagens nos mais diversos meios de comunicação, a cidade de Natal é conhecida pelo sol intenso o ano inteiro — que a fez ganhar a acunha de “Cidade do Sol”.

Mas afinal, quais são os principais pontos turísticos da cidade? Com o intuito de apresentá-los para você, fizemos este guia completo sobre a cidade de Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte. Aqui falaremos sobre as suyas praias, dunas e muito mais. Continue lendo e saiba tudo sobre a cidade!

História de Natal

Natal. Fonte: Carla Salgueiro, Flickr.
Natal. Fonte: Carla Salgueiro, Flickr.

Antes de região ser colonizada, ela era habitada pelos índios potiguaras. Desse modo, o gentílico do Estado está associado a essa herança — Potiguar. A cidade de Natal tem mais de quatro séculos de história, com sua fundação datando o século XVI, no ano de 1599, mais precisamente.

Assim como ocorreu em outras capitais nordestinas, como Recife e São Luís, a capital potiguar foi alvo de inúmeras invasões por diferentes povos, como franceses e holandeses. Todavia, a colonização foi majoritariamente lusitana, o que se refletiu nos hábitos, cultura e arquitetura local.

Como chegar em Natal

Aeroporto de Natal. Fonte: http://www.copa2014.gov.br/
Aeroporto de Natal. Fonte: http://www.copa2014.gov.br/

Natal comporta o principal Aeroporto do Estado do Rio Grande do Norte, o Augusto Severo. Desse modo, a forma mais fácil de se chegar a capital é por meio deste aeroporto, que recebe voos diários de diversas capitais nacionais, como São Paulo, Brasília e de praticamente todas as capitais nordestinas.

Além disso, é possível ir até Natal de carro ou ônibus, principalmente partindo das capitais próximas, como João Pessoa e Fortaleza. Para a primeira opção, basta BR-101. Já para a segunda opção, a principal alternativa é a CE-040.

Ademais, para quem deseja acessar a cidade de ônibus, há várias opções diárias que se deslocam para a cidade de Natal partindo de várias capitais brasileiras. Entre as principais empresas que realizam o trajeto, destacamos a São Geraldo e a Itapemirim.

Dunas de Genipabu

Passeio de bugue nas dunas. Fonte: Rosanetur, Flickr.
Passeio de bugue nas dunas. Fonte: Rosanetur, Flickr.

É impossível falar de Natal sem falar de suas dunas. Desse modo, as Dunas de Genipabu é o local obrigatório para se visitar. O lugar é cartão postal da cidade e onde são realizados a maioria dos passeios de bugue que aparecem nos roteiros turísticos e matérias sobre a cidade.

Assim sendo, além de ter uma experiência única nas dunas, lembrando a ambiência de um deserto, você tem uma ótima vista da praia de Genipabu, assim como de boa parte da cidade de Natal. As dunas ficam no município de Extremoz, na região metropolitana da capital potiguar.

Praia de Ponta Negra

Praia de Ponta Negra, Natal. Fonte: Paulo Henrique, Flickr.
Praia de Ponta Negra, Natal. Fonte: Paulo Henrique, Flickr.

A praia de Ponta Negra é a principal praia da cidade de Natal. Desse modo, é imprescindível que você a visite, especialmente se deseja tomar um banho de mar, pegar um sol e fazer caminhadas na areia da praia.

Além das belezas naturais, a praia conta com uma ótima infraestrutura, além de estar situada em um dos bairros mais turísticos de toda a cidade de Natal. Dessa maneira, há diversos estabelecimentos na região, como restaurantes, bares, lojas de artesanatos, etc.

Pipa, Tibau do Sul

Pipa, RN. Fonte: Rosanetur, Flickr.
Pipa, RN. Fonte: Rosanetur, Flickr.

Apesar de não estar inserida na região da cidade de Natal, a visita a Pipa, que contém umas das praias mais bonitas do Nordeste, é fundamental no roteiro da capital potiguar.

Ao chegar na cidade, seja no aeroporto, rodoviária ou mesmo nas pousadas, há diversas indicações para fazer um bate volta até Pipa.

Dessa forma, além das belezas naturais de suas praias, que contam com areia branca, água cristalina em tons azulados e sol forte, a região de Pipa oferece uma agitada vida noturna, com excelentes bares, restaurantes e casas noturnas.

Lagoa de Pitangui e Lagoa de Jacumã

Lagoa de Pintagui. Fonte: Ben Tavener, Flickr.
Lagoa de Pintagui. Fonte: Ben Tavener, Flickr.

Lagoas são, normalmente, mais calmas e tranquilas que as águas do mar. Além disso, oferecem outra experiência para quem as desfruta. Assim sendo, as lagoas de Natal são muito visitadas por turistas. Entre as principais lagoas que você pode visitar, destacamos a Lagoa de Pitangui e Lagoa de Jacumã.

Ademais, ambas oferecem águas mornas e tranquilas para tomar banho e relaxar, além de uma ótima infraestrutura, com bares, redes para ficar na água relaxando, etc. Elas funcionam como uma praia de água doce, basicamente.

Praias do Litoral Sul

Fauna marinha no litoral sul. Fonte: Rosanetur, Flickr.
Fauna marinha no litoral sul. Fonte: Rosanetur, Flickr.

Além da Praia de Ponta Negra, o Estado do Rio Grande do Norte contém excelentes praias em seu Litoral Sul. Elas são facilmente acessadas por Natal. Desse modo, vale a pena incluí-las no seu roteiro de viagens à capital potiguar. Entre os passeios, destacam-se a Rota do Sol e Praia de Camurupim.

Assim sendo, o roteiro inclui a ida a diversos mirantes na região, de onde é possível observar a natureza e as praias do local. Além disso, as águas mornas, cristalinas e calmas são ideais para tomar um bom banho de mar.

Além disso, é possível fazer mergulhos nas praias do Litoral Sul. As águas cristalinas e a abundante vida marinha local torna tudo mais propício.

O Maior Cajueiro do Mundo, Pirangi

Maior Cajueiro do Mundo. Fonte: Rafael Vianna Croffi, Flickr.
Maior Cajueiro do Mundo. Fonte: Rafael Vianna Croffi, Flickr.

Diversas reportagens nacionais destacam o Maior Cajueiro do Mundo, localizado em Pirangi. Além de ser o maior cajueiro do mundo, é a maior árvore frutífera de todo o planeta, levando em consideração a sua área.

Ademais, com mais de um século de vida, o cajueiro é um excelente atrativo para os amantes de curiosidades e da natureza.

Parrachos de Maracajaú

Parrachos de Maracahaú. Fonte: Farreri, Flickr.
Parrachos de Maracahaú. Fonte: Farreri, Flickr.

Parrachos de Maracajaú é outro destino que não está localizado em Natal, mas, devido a sua beleza, é visita obrigatória. Apresenta uma paisagem paradisíaca, digna de filmes. De rara beleza, Maracajaú tem tudo para impressioná-lo.

Assim sendo, Maracajaú é conhecida como “caribe brasileira” por conta da coloração das suas águas azul-esverdeado, além da transparência. É o local ideal para quem deseja espairecer um pouco, refletir sobre a vida, curtir a natureza, desestressar e se desligar um pouco dos problemas.

Quando ir para Natal

A cidade de natal apresenta um clima quente e úmido. Dessa maneira, é comum que você enfrente um alto nível de insolação e altas temperaturas, independentemente da época do ano que você escolher para visitar a cidade.

Todavia, a fim de consolar aqueles que sofrem com o calor, vale destacar que as brisas litorâneas aliviam em muito a sensação térmica. Ademais, a cidade conta com duas estações bem definida, uma seca e outra chuvosa.

A estação seca vai de setembro a janeiro. Já a estação chuvosa ocorre na outra época do ano, com destaque para os meses de abril a julho. Desse modo, de preferência, opte pela estação seca, em que as chuvas não atrapalharão os passeios, visto que a maioria ocorre ao ar livre.

Cultura

A cidade tem uma cultura bastante diversificada. Entre os principais elementos culturais de destaque da cidade, podemos destacar o artesanato. Desse modo, é fundamental que você visite os mercados da cidade e lojas de artigos. Com isso, você conhecerá um pouco mais sobre esse hábito local.

Além disso, a cidade absorve diversos pontos da cultura nordestina de forma geral. O uso de vestimentas de couro, estilos musicais como o forró e relatos do cangaço, que se perpetuaram no imaginário popular via história oral.

Por outro lado, entre os principais eventos culturais da cidade, podemos citar:

  • Festa dos Santos Reis;
  • Carnaval;
  • Festival de Quadrilhas de Natal, realizado durante o período de festas juninas;
  • Festa de Nossa Senhora da Apresentação;
  • Carnatal, carnaval fora de época realizado, realizado na primeira quinzena de do mês de dezembro.

Dicas de viagem

Assim como destacamos anteriormente, o melhor período para visitar a cidade de Natal é durante a sua estação seca, que vai do mês de setembro a janeiro. O período chuvoso pode acabar atrapalhando os principais passeios, que ocorrem ao ar livre.

Por outro lado, vale destacar que, por conta da maioria dos passeios serem realizados ao ar livre, é necessário tomar cuidados referentes ao contato da pele com os raios solares. Use bastante protetor solar, chapéus, óculos escuro e não esqueça de beber bastante líquido.

Gastronomia

Restaurantes Camarões Potiguar. Fonte: Imagem disponibilizada pelo estabelecimento.
Restaurantes Camarões Potiguar. Fonte: Imagem disponibilizada pelo estabelecimento.

A culinária em Natal é bastante diversificada e tem como principais elementos de referência o sertão nordestino e o litoral. Dessa maneira, é comum encontrar alimentos feitos a partir de macaxeira, carne seca — conhecida como carne de sol, além de diversos frutos do mar.

Ademais, entre os principais restaurantes de Natal, podemos destacar:

  • Restaurante Camarões Potiguar, especializado em frutos do mar;
  • Restaurante Mangai, especializado em comida brasileira.

Conclusão

Assim sendo, Natal é um excelente destino para os amantes de natureza e do litoral. Na cidade você encontrará alguma das mais bonitas praias do Nordeste. Os passeios de bugue e camelo colocarão você um uma atmosfera única. Desse modo, o que você está esperando para conhecer a capital potiguar?

Dica => Acomodações em Natal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *