Mendoza, Argentina

Para viver uma aventura: sol, neve e vinho

Mendoza. Fonte: Leandro Kibisz
Mendoza. Fonte: Leandro Kibisz

Mendoza é um lugar maravilhoso para os amantes do vinho, viciados em adrenalina e fãs de esqui. Está localizada no leste dos Andes, aliás, é considerada por muitos como a capital do vinho argentino. Pois é deste lugar  que vem o melhor Malbec do mundo. Segundo o seu povo, Mendonza é a terra do sol e do bom vinho.

Esta bela cidade não é só reconhecida pelos seus famosos vinhos, mas também pela sua excelente qualidade de carne e por sua beleza cênica, que faz deste paraíso um importante ponto turístico da Argentina.

Pode-se dizer que Mendoza é resumida em montanhas frondosas, lindas vinícolas e uma excelente gastronomia. Sendo assim há muito o que fazer, quando alguém decide conhecer esta cidade.

O que fazer e ver

Como outras cidades argentinas (Bariloche, Ushuaia, San Rafael), Mendoza é um lugar para se visitar desde o verão ao inverno, pois a vegetação muda de acordo com o clima e estações.

Mendoza no verão

Por certo, visitar Mendoza no verão é sinônimo de aventura, adrenalina, esportes radicais. Do mesmo modo poderá fazer longas caminhadas, passeios de bicicleta, observação de pássaros, entre outros.

Sem dúvida, o rio Mendoza se torna um lugar ideal para rafting e caiaque. Todavia, você também poderá fazer trekking, mountain bike e cavalgadas pelas montanhas, nas quais ocorrem voos de parapente.

Parque Provincial Aconcagua

Parque Provincial Aconcágua. Fonte: Daniel Peppes Gauer
Parque Provincial Aconcágua. Fonte: Daniel Peppes Gauer

Na rota para Puente del Inca e Uspallata fica, contudo,  o parque Aconcagua, uma montanha de mais de 6.900 metros, cujo pico é considerado o mais alto do continente americano.

Entretanto, a primavera e o verão são estações ideais para aqueles que querem escalar. Principalmente entre novembro e março, em que o visitante pode desfrutar de 75.000 hectares dos parques nacionais.

Para aqueles que gostam de curtir ao ar livre, sem dúvida, o Aconcagua é um lugar propício para caminhadas, voos de parapente, entre outras atividades. Então, o turista pode fazer caminhadas com os guias e assim conhecer o Vale de Horcones, que  tem como atrações: o Alto e Baixo Rio Horcones, a Quebrada de Horcones e o Rio Vacas.

Ressalta-se que durante o verão o Aconcagua apresenta uma variedade expressiva de vegetação com floração de diferentes colorações, principalmente amarela e consta com habitantes de altura, animais adaptados a um clima muito rigoroso. Portanto, neste lindo lugar, você pode ver os guanacos, pumas, raposas e pássaros como falcões, entre outros.

As cavernas

Las Cuevas. Fonte: Julio Ricardo Buratti.
Las Cuevas. Fonte: Julio Ricardo Buratti.

Igualmente, outro local a visitar é Las Cuevas, uma cidade no departamento de Las Heras, que fica na fronteira entre o Chile e a Argentina.

Esta pequena cidade tem mais de 3.000 mil metros de altura. Pois apresenta uma paisagem única, com casas feitas com troncos e pedras, em estilo nórdico e escandinavo. Apesar de serem apreciadas muito mais no verão, também é um ponto turístico para conhecer no inverno.

Ponte do Inca

Nas proximidades, há a “Puente del Inca”, com sua cor dourada de cobre, devido aos minerais do rio “Mendoza”. De fato, também é conhecido por suas águas termais.

Por certo, a origem do nome “Puente del Inca” é devido ao fato de que El Inca (King) foi trazido do Peru até este lugar, para se banhar, pois consideravam que as águas ali tinham poder de cura, lenda que se perdura até os dias atuais.

Uspallata

Uspallata. Fonte: Wikipedia.
Uspallata. Fonte: Wikipedia.

É uma cidade com muita história, por sua relação com a independência e a travessia dos Andes em 1817. Posto que foi  realizada por San Martin, um herói da Argentina, que com seu exército usou este lugar como um ponto estratégico, para organizar a passagem na Cordilheira dos Andes.

Aliás há outros locais para visitar como a colina das 7 cores, a Ponte Picheuta e a Uspallata Bóvedas. Há também lugares para caminhar e admirar as paisagens exubetantes.

Reserva Natural Villavicencio

É uma área de cuidado, proteção e preservação dos recursos hídricos, da fauna e da flora. Como atividades turísticas são:

  • Hotel Villavicencio, declarado em 2013 Monumento Histórico Nacional. Aberto apenas para visita.
  • O Caminho de Caracoles, que é uma antiga rota que os habitantes costumavam ir de Mendoza a Valparaíso (Chile).
  • Mirador del Balcón, uma formação geológica.
  • Cruz de Paramillos, é o limite da reserva, onde você pode ver o Aconcágua.

Os passeios da reserva podem ser feitos através de trekking histórico cultural ou por 4 x 4, de acordo com a preferência do visitante.

Festival da colheita 

Ademais, Mendoza oferece aos turistas de verão o grande festival da colheita. Um evento cultural de vários dias, onde os habitantes agradecem a colheita da uva a cada ano e convidam os visitantes para celebrar com eles.

Mendoza no inverno

Por outro lado, o inverno é o cenário perfeito para grandes eventos de neve ou atividades culturais, as quais se espalham pela cidade. Além disso, tudo pode ser acompanhado por um bom vinho.

Os penitentes

Todavia, se você quiser esquiar, fazer snowboard ou simplesmente se divertir na neve. O centro de esqui Los Penitentes, que está localizado a 170 km da capital de Mendoza, possui cerca de 28 pistas, para que os turistas desenvolvam diferentes atividades.

Se bem que, para aqueles que são mais experientes na neve, encontrarão ali um centro de excelente qualidade, pois o turista conta com uma grande quantidade de serviços, os quais vão da escola de esqui até lojas, bares e restaurantes.

O Puquios

Pertinho está o Mini-Centro de Esqui Los Puquios, destinado a servir aqueles que acabaram de começar em esportes de inverno. Só para ilustrar, podemos dizer que é o parque de diversão na neve de Mendoza.

O apelido Los Puquios, significa “bacia pura e cristalina” e está relacionado ao tipo de água da região. Além disso, é um centro de atividades esportivas de inverno. Contudo é também um ponto de parada para aqueles que sobem ou descem do Aconcágua e montanhas próximas.

Lá, o turista pode acessar professores de esqui, alugar roupas e equipamentos, berçário para crianças, enfermaria, uma área de piquenique, restaurantes, locais de fast food e estacionamento.

No entanto, o que você sempre encontrará em Mendoza, independentemente da época do ano em que decidir visitar, é vinho e excelentes carnes.

Rota do vinho

Mendoza é conhecida como a capital do vinho na América Latina e esta característica faz do enoturismo uma de suas maiores atividades. Portanto é impossível conhecer esta cidade sem visitar os circuitos de vinhedos e vinícolas.

Sabe-se que na Argentina há 16 estradas vinícolas e Mendoza, inegavelmente, é uma delas, por conseguinte, a proposta é permitir que os turistas tenham uma experiência multifacetada no mundo do vinho.

Não só através da produção artesanal como também da industrialização de grandes vinícolas, o visitante pode aprender sobre a plantação, colheita e processamento. Ademais, a melhor parte é a degustação, a qual você pode experimentar diferentes tipos de uvas e vinhos.

Há também passeios de bicicleta, passeios a cavalo ou apenas a pé, no meio das vinhas. Lugares onde as melhores fotos explicam a beleza da capital de Mendoza.

Também um passeio muito agradável está no bonde que leva à Bodega López, uma das mais importantes do país.

Algumas vinícolas inovam com restaurantes, nos quais o turista pode acessar a vinhos e carnes, entre outros pratos que fazem parte da culinária local. Por exemplo, La Casa del Visitante, da Família Zuccardi, Restaurante Rincón de López , Bodegas López, Los Toneles , Vinícola Los Toneles.

Como parte da estratégia turística, os turistas podem desfrutar do Tapeo Criollo da Vinícola Trivento, pela manhã ou à tarde.

Você pode visitar o Museu do Vinho de La Rural Winery, também a antiga casa da família de Don Felipe Rutini, um espaço cultural que possui uma coleção de ferramentas e instrumentos utilizados na história da vinificação.

O centro da capital

Parque General San Martín. Fonte: Wikipedia.
Parque General San Martín. Fonte: Wikipedia.

A capital de Mendoza tem muito a oferecer aos seus visitantes, não apenas como ponto de partida para diferentes excursões em seu entorno, mas também na própria cidade. Você pode encontrar museus, teatros, parques, centros culturais, praças, entre outros lugares para descobrir.

Neste caso, sugere-se a conhecer: Museu Área Fundacional, Museu Municipal de Arte Moderna Mendoza – MMAMM,  Ruínas Jesuítas de San Francisco, Teatro Julio Quintanilla, Gabriela Mistral Teatro e Museu Cuyano passado.

Também estão o Aquário Municipal, além de alguns lugares que merecem destaque, como a Praça Independência; Praça San Martin; Praça Chile, Praça de Espanha com seus monumentos, fontes e jardins.

Além disso, é uma cidade com cassinos, clubes, bares e restaurantes que permanecem abertos a maior parte da noite para atender seus habitantes e turistas.

Te sugerimos os restaurantes localizados no centro da cidade, tais como:

  • Açafrão, com sua carne, opções vegetarianas e excelente carta de vinhos.
  • Montecatini, muito famoso por suas massas, como o “Capelettis a la Caruso”.
  • La Cantina “La Rambla”, onde você pode saborear uma excelente paella e outras refeições espanholas.
  • O Centro Marchigiana, que apresenta uma boa relação entre o preço e a qualidade de seus pratos, como a truta e a agnolottis.

Portanto, percebe-se que Mendoza tem uma ampla gama de atividades para todas as idades, gostos e épocas do ano. Cada canto da cidade oferece diferentes paisagens, atividades especiais, belezas naturais e o calor de seus habitantes.

Dica => Acomodações em Mendoza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *