Málaga, Espanha

Cidade Alegre e acolhedora no Mediterrâneo

Málaga. Fonte: Nicolas Vigier.
Málaga. Fonte: Nicolas Vigier.

Málaga, mais conhecida como a “Costa del Sol” é uma cidade situada no sul da Espanha, no Mediterrâneo, na província de Andaluzia. Ela fascina a seus visitantes com uma ampla variedade de atividades turísticas.

Nesse sentido, esse exuberante lugar se posiciona como uma das cidades espanholas mais lindas. É impossível não se apaixona pelo esplendor que tem Málaga, tanto por sua história quanto por colônia grega no passado, ou ainda na atualidade por tudo que tem para oferecer aqueles que a visitam.

Esperamos que curta este post e todas as indicações que temos para você!

Quando ir

Esta cidade maravilhosa banhada pelo mar é um convite para que a visitem em qualquer dia do ano. Contudo, como nem sempre isso é possível, é preciso escolher uma melhor época. Vamos lá!

Málaga possui clima agradável grande parte do ano, sendo que o inverno não é tão frio como em outras regiões de Europa. E mesmo no verão, onde as temperaturas são mais elevadas, ao ser uma cidade costeira, o calor é amenizado pelos ventos marítimos. Também é uma região que quase não chove. Em outras palavras, as chuvas se concentram mais nos meses de novembro à marco.

Vale recordar, que julho e agosto, é verão e os preços costumam aumentar. Aliás, sugerimos a primavera e parte do outono para desfrutar desta linda cidade.

Como chegar

São várias as opções que te levam a Málaga. Entretanto, aqui consideramos que as mais utilizadas e econômicas são aéreas, uma vez que o aeroporto internacional tem conexão com várias cidades da Espanha e Europa. Além disso, o acesso via terrestre a cidade apresenta uma ótima infraestrutura, como a rodovia A-7. Ademais, o trem é uma ótima opção para chegar.

Ainda mais que Málaga conta com uma ótima organização portuária. Recebe inúmeras embarcações todos os dias. Sendo esta uma opção valida se você escolheu conhecer a Europa por algum cruzeiro marítimo. 

Os principais pontos turísticos de Málaga 

Muelle Uno

O Muelle Uno não é somente um centro comercial de Málaga. Ele é muito mais que lojas de departamentos, restaurantes e bares. É neste ponto onde se tem uma das melhores vistas dos monumentos de Málaga. Dessa maneira, os visitantes podem aproveitar suas compras enquanto gozam as vistas para o mar.

La Farola

La farola. Fonte: Cayetano, Flickr.
La farola. Fonte: Cayetano, Flickr.

Como um farol que leva o nome de mulher, esta é uma das edificações históricas com muita importância para a população local. Foi construído em 1817, e ao longo do tempo passou por várias reformas.

Principalmente à noite La Farola é vista em diferentes pontos da cidade com sua luz que guia tantos os navegantes como os turistas que passeiam pela cidade.

Ele se localiza no Bairro de La Malagueta, entre o porto de Málaga e o calçadão Ciudad de Melilla.

A expansão do porto e a transformação do píer um são dois motivos adicionais para que você vá conhecer este local de interesse turístico.

Miradouros de Gibralfaro

Esses miradores estão situados em diferentes níveis, o que permite uma linda visão panorâmica da cidade. Sendo assim, na medida que se vai subindo o Monte Gibralfaro a cidade se vai ampliando diante dos olhos do turista.

Aliás, é uma dos lugares mais conhecidos de Málaga e aparece em livros, cartões postais e guias do lugar.

Ademais os miradores fazem parte do centro histórico.  Contudo, esta visita requer uma linda caminhada e recomendamos um bom tênis para subida.

La Alcazaba

La Alcazaba. Fonte: Karen Bryan
La Alcazaba. Fonte: Karen Bryan

La Alcazaba é um palácio árabe que está situado aos pés do Monte Gibralfaro. Foi construído com o fim de ser uma fortaleza muçulmana. Atualmente é um dos principais atrativos e o mais visitado de Málaga.

Ressalta-se que La Alcazaba foi edificado no Século XI por cima das ruinas de uma outra construção romana.  Passou por várias modificações e atualmente o visitante pode ver variedades de restos arqueológicos em seu interior. Sem dúvida alguma que este é um passeio único.

La Manquita

Esse nome carinhoso “La Manquita” que leva a Catedral de Málaga (Catedral Nuestra Señora de la Encarnación), está relacionado à uma única torre que tem a mesma em comparação ao seu tamanho.  No entanto, esta única torre, possui uma altura de 84 metros e surpreende por sua altura.

Dessa maneira, a Catedral que começou a ser construída em 1582 até 1782, ainda é considerada com uma edificação incompleta. Assim como outras construções espanholas, a Catedral se ergueu sobre restos de uma mesquita muçulmana.

Atualmente, encanta com sua mistura de estilo renascentista e barroco. Com toda a certeza, é esta mistura de arte e história que consolida a La Manquita como um lindo lugar para conhecer. Ainda mais que as visitas podem ser feitas de dia e de noite quando se torna possível conhecer os terraços e tirar fotos espetaculares da cidade.

Estatua de Picasso (Plaza de la Merced)

La Alcazaba. Fonte: Karen Bryan
La Alcazaba. Fonte: Karen Bryan

É impressionante a quantidade de fotos de turistas com a estátua de bronze do artista malaguenho Pablo Picasso. Porto que é a estatua dele sentado em uma das esquinas da praça, exatamente em frente à casa onde nasceu.

Ademais, a estátua é obra do artista Francisco López Hernández, e data de 2008. Aos poucos se tornou um dos atrativos turísticos para aqueles que se encantam tirando selfies divertidas.

As muralhas do Castelo do Gibralfaro

Esse castelo foi construído no século XIV com o objetivo de hospedar as tropas que protegiam a La Alcazaba durante a invasão muçulmana. Com a reconquista da cidade pelos Reis Católicos, este palácio passou a ser a residência real, e foi designado para que fosse o elemento principal do escudo de armas de Málaga.

Por isso, atualmente esse é um dos lugares mais visitados na cidade, pois possibilita ver um lindo panorama de Málaga. Caminhar por entre as muralhas é espantoso e deixa até os desavisados de boca aberta com tudo que pode encontrar nessa visita.

Teatro Romano de Málaga

Aos poucos você vai descobrindo que existe muito para conhecer em Málaga. Mas isso significa planejar bem os dias que você pretende ficar para conhecer este lindo paraíso espanhol. Assim como, não poderá deixar de visitar o Teatro Romano.

Essa obra arquitetônica típica do Império Romano, esteve oculta por milhares de anos e em 1951 com escavações para posteriores construções se descobrem um monumento histórico de uma série de escadas em forma de arco. Por muito tempo o teatro esteve abaixo da Casa da Cultura da cidade.

Cemitério Inglês

O que diferencia este cemitério dos demais é o motivo para qual foi construído. A obra concluída em 1831, foi realizada devido a não existência de um marco legal para a morte de algum protestante já que era uma cidade que professava a fé católica.

Antes disso, os cadáveres de não católicos eram enterrados em pé na areia da praia e a solução foi a construção desse cemitério. No entanto, atualmente, é um bem de interesse cultural da cidade e possui um grande valor histórico e cultural.

Os Museus de Málaga

Seguramente, Málaga é um importante polo turístico para Espanha e são várias as atividades. Por isso esta também é a cidade dos museus, que cataloga um total de 37 lugares para conhecer a parte histórica, literária, cultural e outras da cidade.

A maioria dos museus estão localizados no Centro Histórico. Dessa forma, nesse post destacamos o Museu Carmen Thyssen, Museu de Málaga, Museu Picasso e o Centro Pompidou.

As ruas de Málaga

La Alcazaba. Fonte: Karen Bryan
La Alcazaba. Fonte: Karen Bryan

Contudo, não poderíamos deixar de citar as ruas de Malgas e seus recorridos. Como, por exemplo, a rua Cister que é uma das principais vias do Centro Histórico, e onde estão situados monumentos importantes, como a Catedral e Abadia de Santa Ana.

Outra rua que merece destaque é de San Agustín, também conhecida como “Calle de los Caballeros” com a conquista Cristã, que aí construíram seus palácios sobre antigas casas muçulmanas.

As praias da cidade

Surpreendentemente, Málaga também tem muito a oferecer em sua zona costeira, onde você pode aproveitar e gozar das lindas praias, com mar tranquilo e paradisíacas. Assim destacamos 3 delas. A Primeira, é a Praia da Malagueta, que está entre o Porto e a Praia da Caleta. Ideal para família, mas como é a praia Cêntrica é bom saber que ela está sempre lotada.

Também a Praia da Caleta, é bastante frequentada por sua proximidade do centro histórico e por estar em uma região de muitos palácios.

Já a Praia El Palo é mais tranquila, por não ser uma praia turística, mas que encanta pelos barcos de pescadores ancorados na areia.

Ademais, é bom saber que as praias de Málaga contam com uma ótima infraestrutura com banheiros, restaurantes, áreas verdes, estacionamentos e diferentes serviços.

Festas

É muito interessante visitar Málaga durante a Semana Santa. Nesta época acontece um festival que foi declarado Interesse Turístico Internacional. Ele se destaca pelos seus passos monumentais e pelo fervor popular que desperta em cada bairro. É aconselhável, no entanto, reservar acomodação com bastante antecedência durante essas datas, pois a cidade fica lotada.

Gastronomia

Em relação a culinária malaguenha, o espeto de sardinhas assadas é o prático típico que você tem que provar. No entanto, esse não ó único que a cidade tem para oferecer. São mais de 20 pratos como a salada malaguenha, frituras e muitos outros.

Todavia, como sempre sugerimos alguns restaurantes, deixamos aqui duas recomendações: García Taberna, La Barra de Zapata. Não apenas a comida como também o atendimento são perfeito. Esperamos que possam saborear do maravilhoso que é a comida malaguenha.

Dica => Acomodações em Málaga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *