Jericoacoara

Um paraíso no litoral cearense

Jericoacoara. Fonte: M.J Ambriola
Jericoacoara. Fonte: M.J Ambriola

Jijoca de Jericoacoara é um município localizado no Noroeste do Estado do Ceará. Também é conhecido apenas como “Jericoacoara” ou mesmo “Jeri”. A cidade tem se destacado nos últimos anos, atraindo diversos turistas de diversas partes do Brasil e do mundo. Mas afinal, o que Jeri tem de especial?

Com o intuito de responder essa questão e apresentar o melhor de Jericoacoara para você, fizemos este guia completo sobre este paraíso no litoral cearense. Aqui abordaremos sobre a história do local, principais pontos turísticos, como e quando ir, cultura, dicas de viagem e muito mais. Confira!

História de Jericoacoara

Antes da chegada dos primeiros Europeus, a região era ocupada pelos índios da tribo Tremembé. Posteriormente, serviu como base de apoio para os portugueses expulsarem os franceses, que ocuparam o Estado do Maranhão por três anos, entre 1612 e 1615.

Ademais, nos séculos seguintes o Forte de Nossa Senhora do Rosário ficou quase desativado e o local pouco habitado, devido, principalmente, ao seu isolamento e difícil acesso, por estar inserido em uma região de dunas. Em 1991 a vila ganha status de município e começa a se destacar no turismo.

Como chegar em Jericoacoara

Jeri se encontra no extremo Noroeste do Estado do Ceará. A 200 km de Parnaíba, no Estado do Piauí e 300 km de Fortaleza, Capital do Ceará. Além da proximidade com centros urbanos de destaque, Jericoacoara possui aeroporto próprio, que recebe vôos diretos de diversas capitais brasileiras.

Entre as capitais que possuem voo direto para jeri, podemos destacar Recife, São Paulo, Belo Horizonte e a própria Fortaleza. Além disso, Campinas – SP também oferta vôos diários para Jeri. Outra forma de visitar Jericoacoara é por meio de automóvel ou ônibus, partindo da Parnaíba ou Fortaleza.

De Fortaleza, é necessário pegar a CE-085 até o estacionamento de Jijoca e de lá aguardar transporte autorizado para o município de Jeri. É cobrada uma taxa de R$ 20 reais ao dia, o que torna a ida de carro até o local bem dispensável.

Também é possível ir da Parnaíba até Jericoacoara, especialmente para quem esteja fazendo o roteiro dos Lençóis Maranhenses e deseja aproveitar para dar um pulo em Jeri.

Para tal, é necessário seguir rumo a sul pela PI-116 até a PI-210. Nesse ponto, adotar a direção leste até a CE-085 até a CE-364. Em seguida, deve continuar até o estacionamento de Jijoca e, em seguida, pegar um transporte para Jeri. Vale ressaltar que este transfer custa R$ 10.

Lagoas de Jijoca

Lagoa costeira de Jijoca. Fonte: Otávio Nogueira.
Lagoa costeira de Jijoca. Fonte: Otávio Nogueira.

A maioria das fotos de Jeri, com águas em tons azul turquesa, cristalinas e areais brancas não são tiradas nas praias, mas sim nas nas lagoas de água doce de Jijoca.  Estas lagoas são a Lagoa Azul e Lagoa do Paraíso. Apesar da distinção, elas são na verdade, a mesma Lagoa de Jijoca.

A diferenciação serve apenas para identificar dois trechos distintos do mesmo lago. Este aspecto é facilmente notado especialmente durante o período da seca, quando a divisão entre as duas seca e é possível averiguar de forma clara a formação de dois corpos d’águas.

Lagoa Azul em Jeri. Fonte: Jonathan Hood, Flickr.

Ademais, para aproveitar as lagoas da melhor forma possível, o conselho é visitar a cidade de Jeri logo após o término do período chuvoso, quando ela se encontra mais cheia. Em períodos prolongados de seca, a Lagoa de Jijoca pode ficar inutilizável.

Canto direito

Este local tem esse nome por estar situado à direita da Vila de Jeri. É o lugar ideal para quem deseja praticar windsurf e esportes semelhantes. Todavia, há dificuldades em tomar banho de mar, devido a presença de diversas pranchas e pessoas praticando as atividades citadas anteriormente.

Praia da vila

Esta praia está localizada em frente a Vila. Ou seja, é de fácil acesso. As águas rasas e calmas são ideais para se tomar um bom banho de mar. Além disso, é propícia para a prática de Sup Surf. A faixa de areia varia de acordo com o movimento da maré.

Ademais, a praia conta com um grande espaço livre, visto que o trânsito de veículos foi proibido na mesma. Dessa forma, há várias espreguiçadeiras dispostas no local, ideal para quem deseja pegar um bom bronzeado com o sol do Nordeste.

Pedra Furada

Pedra Furada. Rosanetur, Flickr.
Pedra Furada. Rosanetur, Flickr.

A Pedra Furada é um dos principais pontos turísticos da cidade de Jericoacoara. A Pedra fica a 30 min de caminhada a partir da Vila de Jeri. Também é possível ir até o local à cavalo. O local é muito apreciado por turistas, seja no nascer do sol, seja durante o pôr do sol.

No mês de Julho, é possível assistir o sol se pôr exatamente pela fresta da Pedra. De tons avermelhados, a Pedra se destaca no horizonte da Praia de Jeri. Por fim, vale destacar os passeios de bugue que incluem o roteiro da Pedra Furada.

Pôr do sol na Duna

Duna em Jeri. Fonte: Renato Ribeiro.
Duna em Jeri. Fonte: Renato Ribeiro.

A cidade de Jeri é cercada de Dunas. Entre os locais mais visitados das dunas, destaca-se a “Duna”, uma formação única de areia, com grande altura e largura, propícia para a contemplação da paisagem e do pôr do sol.

Desse modo, todos os dias, ao final da tarde, próximo ao horário do pôr do sol, é possível avistar diversas pessoas formando uma fila para apreciar o espetáculo. O espetáculo se inicia às 5h 30 de forma lenta, mas às 6h acelera até que o sol finalmente encontra o mar e rapidamente some.

Ademais, além de contemplar o pôr do sol, há a prática de diversas atividades na Duna, como ‘snowboard’ na areia e esquibunda.

Passeios de bugue

Á r

Árvore da Preguiça. Fonte: Wikipedia.
Árvore da Preguiça. Fonte: Wikipedia.

O bugue é um veículo muito simpático, que facilita a visitação dos mais variados locais, visto que sua estrutura permite andar sobre os mais diferentes cenários, como é o caso das praias e das dunas de Jeri. Entre os principais passeios de bugue na cidade, podemos destacar a rota oeste e leste.

A rota oeste é um passeio bem diversificado. O primeiro ponto de parada é o Mangue Seco, onde é realizado um passeio de canoa para contemplar os cavalos-marinhos. Posteriormente, você visita as dunas e o lago de Tatajuba. Por fim, você volta para ver o pô do sol na duna.

Para tal, é cobrado uma taxa que varia de R$ 300 a R$ 350 por bugue, que cabe até 4 pessoas. Além disso, a visitação de canoa ao habitat dos cavalos marinhos custa R$ 15 reais por pessoa.

Por outro lado, há o passeio de bugue na direção leste, que tem como principais atrações a Árvore da Preguiça e a Pedra Furada. Além disso, o passeio inclui a visitação nas Lagoas de Jijoca — com possibilidade de visitação à Barrinha. O preço dessa rota varia entre R$ 270 e R$ 300 por bugue.

Quando ir para Jericoacoara

Jeri é visitável o ano inteiro, pois tanto na estação seca quanto na estação chuvosa, não há tantos problemas para continuar a fazer as visitações às atrações de forma satisfatória.

Desse modo, o período de chuvas se estende no primeiro semestre do ano. Embora apresente esse nome, as chuvas em Jericoacoara são bem leves e não costumam durar muito.

Ademais, no segundo semestre do ano, a cidade de Jeri encontra-se no período da seca, em que as chuvas são praticamente inexistentes. De forma geral, essa período não impacta de forma negativa a visita, pois dificilmente as lagoas secam.

Além disso, vale destacar que as águas das lagoas costumam ficar mais turvas durante o período de chuva, e mais cristalinas no período de seca.

Cultura

Desde a década de 1970, Jericoacoara sofre diversas influências estrangeiras, por ter se tornado um polo turístico conhecido internacionalmente. Todavia, a cidade conseguiu manter suas tradições.

Dessa maneira, entre os principais elementos culturais da cidade, podemos destacar:

  • Pesca artesanal;
  • Capoeira;
  • Forro pé de serra;
  • Festas juninas no São João.

Dicas de viagem

Jeri é uma cidade litorânea do Nordeste brasileiro. Desse modo, as altas temperaturas são inevitáveis. Durante a estadia em Jericoacoara, não esqueça de beber bastante líquido e comer bem, a fim de evitar a desidratação.

Por outro lado, é necessário tomar cuidado com a pele a fim de evitar a picada de mosquitos. Desse modo, leve sempre um repelente com você, além de protetor solar. Por fim, aproveite os dias de sol para ir à praia ou passar o dia nas dunas.

Gastronomia

A gastronomia em Jeri é bastante diversificada e possui restaurantes, bares e cafés que dispõe de pratos da culinária do mundo inteiro. Todavia, a marca da cidade se dá pelos frutos do mar e pratos típicos do sertão cearense, como a macaxeira frita, a carne de sol, etc.

Entre os principais restaurantes de Jericoacoara, podemos destacar:

  • Restaurante Tamarindo, especializado em gastronomia contemporânea;
  • Na Casa Dela, especializado em comida regional.

Conclusão

Assim sendo, Jericoacoara é um destino único no Nordeste Brasileiro. Dispõe de uma excelente infraestrutura, além de preserva um cenário paradisíaco para você desligar dos problemas e relaxar. Desse modo, que tal você aproveitar uns dias nesta cidade que apresenta um cenário genuinamente paradisíaco?

Dica => Acomodações em Jericoacoara

1 comentário para “Jericoacoara – Um paraíso no litoral cearense”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *