Iquitos

Portão de entrada da Amazônia peruana

Plaza de Armas – Iquitos. Fonte: Peter – Flickr
Plaza de Armas – Iquitos. Fonte: Peter – Flickr

Iquitos, cidade portuária está localizada no nordeste do Peru, sendo conhecida como o “Hall de entrada peruana” para a maior selva do planeta, Amazônia. Assim que Iquitos se projeta no campo do turismo, como o caminho para desvendar os mistérios de aldeais indígenas, para desfrutar de noites em cabanas em meio do mato e para inúmeras aventuras que se pode viver aí.

Ademais, Iquitos encanta com o bairro de Belém e suas casas palafitas as margens do rio Itaya, como também pelo enorme mercado ao ar livre, a expressiva praça de Armas, seu centro histórico com estilo europeu e por suas praias com areias brancas dos rios que circulam por aí.

Além disso, é a maior cidade do mundo que você não pode chegar por rodovias. 

Dessa maneira, queremos neste artigo contar um pouco sobre Iquitos, quais seus principais atrativos e porque muitos estrangeiros procuram essa cidade para viver uma grande aventura na selva. Vamos lá!

Quando visitar Iquitos

Casas flutuantes. Fonte: Bruno Girin.
Casas flutuantes. Fonte: Bruno Girin.

Se pode dizer que Iquitos tem uma posição privilegiada, pois, está rodeada pelos rios Itaya, Nanay e o mais famoso deles o Amazonas.  Dessa maneira, é o ciclo hidrológico que determina qual a melhor época para visitar esta peculiar cidade.

Assim sendo, os rios presentam 4 períodos relevantes, que você deve considerar na hora de planejar sua viagem. Contudo, é bom saber que março, abril e maio é a época do crescente dos rios, e quando enormes navios transatlânticos rodeiam por essa área.

Por outro lado, junho e julho, é a época em que os rios começam a esvaziar. Já, agosto, setembro e outubro, com a vazante dos rios é quando a cidade mais espera pelos turistas para que possam desfrutar das praias de areias brancas. De novembro a fevereiro ainda se pode aproveitar um pouco com a crescente dos rios.

Como chegar

A cidade possui 2 meios de transportes que te permitem chegar. Sendo eles: aéreo e portuário. Através do Aeroporto Internacional “Coronel FAP Francisco Secada Vignetta”, portanto, que recebe voos regulares de Lima. Sua duração gira em torno de 1:30 minutos. Similarmente há conexão com Pucallpa, 1 hora de viagem e Tarapoto que está mais perto (50 minutos). Bem como há alguns voos da Colômbia (Leticia) com voos de até 1 hora de duração. E alguns voos da cidade de Yurimáguas (40 minutos).

A única ligação terrestre que tem é com a cidade de Nauta, que está a 115 km.  Tudo isso, pois, Iquitos está no meio da selva, e a outra opção viável é por água. Entretanto, é bom saber se você não tem dinheiro para embarcar em algum transatlântico, e quer viver uma experiência única, pode chegar a cidade por meio dos barcos que navegam pelo rio Amazonas e Maranhão.

Prepare-se, já que não se trata de uma simples viagem. Por exemplo, os barcos que saem de Yurimáguas, levam um tempo de 2 dias para chegar, e onde você irá dormir em redes. Certamente, será uma aventura inesquecível.

Quanto tempo ficar de Iquitos  

Ir ao coração da selva amazônica é um passeio que não pode ser feito de forma tão rápida. Isso, pois, há muito a ser explorado não só na parte história e cultura, como também pela fauna e flora dessa região. Por isso sugerimos que reserve de 5 a 7 dias para poder curtir umas das belezas naturais mais significativas do mundo. Uma experiencia que deve ser vivida com intensidade.

Principais atrativos de Iquitos

Iquitos tem marcado em sua história uma época de crescimento econômico e social, pela extração e comercialização da borracha que durou de 1880 a 1914. Nesse sentido o centro histórico da cidade, apresenta algumas obras que marcaram essa época e que atualmente são dignas de visitação. Os arredores de Iquitos também tem muito a oferecer.

Casa de ferro

Casa de Ferro. Fonte: Percy Meza.
Casa de Ferro. Fonte: Percy Meza.

Situada na praça principal de Iquitos (praça de Armas), a emblemática Casa de Ferro, é uma das atrações que carrega em seu interior muita história. Tal fato se deve porque sua construção de 1887 é obra do famoso e legendário arquiteto francês Gustavo Eiffel. Sim, o mesmo que construiu a famosa Torre de Paris, e foi de lá que enviou por navio todas as peças desarmadas.

Assim sendo, que essa edificação em estrutura de ferro de 2 andares, impressiona com suas varandas e teto em forma de pirâmide, fascina os turistas que visitam Iquitos.

Catedral de Iquitos

Catedral de Iquitos. Fonte: Percy Meza.
Catedral de Iquitos. Fonte: Percy Meza.

Como parte do patrimônio histórico da cidade, a Catedral, de estilo gótico, terminou de ser construída em 1924 e, aliás, tem como um de seus maiores atrativos, um relógio suíço de 1925.  Igualmente, essa igreja, faz parte do Patrimônio Histórico Cultural do Peru e apresenta um bom estado de conservação.

Complexo Turístico de Quistococha

É um espaço de preservação e cuidado com o meio-ambiente.  Está situado na Lagoa Quistoconcha, a 6,3 km ao sul de Iquitos. No entanto, este complexo é uma espécie de zoológico onde se criam animais para depois liberta-los. Além disso, possui uma grande variedade de felinos e o principal animal criado neste local são os golfinhos rosa.

Além disso, o complexo possui uma praia de areia branca onde o turista, se assim quiser, poderá tomar banho. Contudo, o que distingue dos demais zoológicos é a sensação de fazer parte dele uma vez que se localiza no meio da selva. Ao meio-dia há show com os golfinhos rosa na piscina.

Ex-Hotel Palace de Iquitos

Esta é mais uma das construções que datam do período de gloria e auge econômico de Iquitos. O Ex-Hotel Palace foi edificado em 1912, e em sua estrutura se observam, todo glamour com peças de mármore de Carrara, azulejos de Sevilha e ferro decorados de Hamburgo. Inegavelmente uma lembrança de um lugar que na antiguidade recebeu e abrigou a visitantes importantes como representantes de grandes empresas automobilística e principais compradores de borracha para confecções de pneus.

Centro de Artesanato Turístico Anaconda de Iquitos

Este é mais um ponto turístico que se deve visitar. Ademais, está situado as margens do rio Itaya e possui cerca de 20 barracas onde se vende produtos locais.  Entretanto, o Centro de Artesanato Anaconda faz parte da Zona Monumental de Iquitos e possui uma bela vista panorâmica do rio citado, além da cidade de Belém ao longe.

Este é o lugar ideal para comprar artesanatos, ou seja, lembrancinhas, pinturas, estátuas, pulseiras, joias e muito mais.

Museu Amazônico

Todavia, possui estilo neoclássico, construído em 1863, o museu mantém em seu acervo 80 esculturas de fibra de vidro, que retratam a etnia amazônica do Peru, Brasil e Venezuela.  Sem dúvida, um ótimo lugar para conhecer a história local.

Museu Municipal

Do mesmo modo que o anterior, esse museu serve para ampliar o conhecimento do turista sobre Iquitos e seu ambiente natural. Ainda assim, no Museu Municipal, o visitante pode ver uma coleção de animais da região e saber sobre o artesanato local.

Reserva Nacional Pacaya Samíria

Um dos lugares que nos permite ter uma ideia do que representa a selva Amazônica para o planeta. Surpreendentemente, visitar a reserva e conhecer a vida silvestre, principalmente na época do crescente dos rios, quando os animais buscam um pedaço de terra para estar é uma experiencia inigualável.

Lagos de Iquitos

Decerto, os principais lagos que você poderá conhecer em Iquitos são: Lago Zumgarococha, Lago Rumo cocha, Lago Moronacocha, Lago Quistococha, que são excelentes para o contato com a natureza, para nadar, passear em canoas, pescar e ver o lindo entardecer da Amazônia Peruana.

Bairro Belén

Belén. Fonte: johrling, Flickr.
Belén. Fonte: johrling, Flickr.

De fato, este bairro é conhecido com a Veneza da Amazônia e chama a atenção dos visitantes, pelas casas palafitas, pela Casona Mercado de Belém, Mirantes: Turístico de Belén e Cornejo Portugal, Embarcadero Puerto Santa Rosa, Pasaje Paquito, Venecia Loretana, Glorieta de Belén e seus portos.

Em síntese, este é um bairro que atraem turistas buscando conhecer a arquitetura tradicional, sua comida, comércios, cultura e rituais de uma população que impressiona por seu estilo de vida.

Gastronomia

Surpreendentemente, a gastronomia de Iquitos te irá deixar de boca aberta, não somente pela variedade de pratos, como também por iguarias exóticas como, por exemplo, o espeto de larvas que você encontra facilmente no Mercado de Belén.

No entanto, em Iquitos, você poderá saborear animais e frutas exóticos.  Assim também pratos que são cozidos em folhas de arvores, entre tantas novidades que somente poderá provar se resolve se aventurar por essa cidade peculiar isolada no meio da Selva Amazônica.

Primeiramente sugerimos Al Frio y Al Fuego, que é restaurante flutuante, no meio do rio Nanay. Mesmo porque, para qualquer turista este não é somente um lugar para comer uma saborosa comida, como também para passar o dia, que começa com uma curta viagem de barco até o local, passando pela piscina e excelente atendimento.

Em segundo lugar, para aqueles que gostam de economizar, sugerimos Huasai Restaurant e Taquito Feroz, com boa comida e preço razoável.

Igualmente, Iquitos tem muito para oferecer e para ser explorado, o único que necessita é que seus visitantes desfrutem de sua natureza exuberante.

Além disso, você pode conhecer tudo isso em diferentes estâncias situadas perto do centro, ou em algum cruzeiro pelos rios. Aproveite e se divirta nesse paraíso no meio da Amazônia Peruana.

Dica => Acomodações em Iquitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *