Huacachina, Peru

Um oásis no deserto peruano

Huacachina, Peru. Fonte: Francisco Javier García Orts.
Huacachina, Peru. Fonte: Francisco Javier García Orts.

O Peru é um país muito diverso, apresenta uma cultura rica, com influências dos Incas e dos colonizadores espanhóis. Também se destaca por suas paisagens, que variam de lagos, desertos e montanhas com picos nevados. Entre os destaques, podemos citar o oásis de Huacachina.

Mas afinal, por que entre as diversas atrações do Peru, Huacachina merece destaque e a sua atenção? Com o intuito de esclarecer essa questão, além de levantar diversas informações importante sobre o local, fizemos este breve artigo especialmente para você. Continue lendo e saiba tudo sobre o lugar!

Curiosidades sobre Huacachina

Huachina. Fonte: Robert Luna.cisco Javier García Orts.
Huachina. Fonte: Robert Luna.cisco Javier García Orts.

Huachina é uma pequena vila peruana, construída ao redor de um oásis no meio do Deserto de Sechura, localizado a Oeste do Peru e compreende uma região que vai desde o centro do Peru até o litoral do Pacífico. Apesar de estar inserida no deserto, a vila se encontra a apenas 5 km da cidade de Ica.

Desse modo, não é difícil chegar até este pequeno vilarejo. Além disso, para quem deseja visitar o local, mas não ficar totalmente imerso, há a possibilidade de visitar a região e voltar para a cidade de Ica diariamente. A cada ano, a região vem recebendo mais turistas e ganhando destaque.

Como chegar em Huacachina

Não há grandes aeroportos perto de Ica. Desse modo, a melhor maneira de chegar neste vilarejo é por via terrestre, seja por automóvel, seja por ônibus — sendo esta última a melhor opção. Várias empresas realizam o trajeto entre a capital Lima até Ica – Huacachina.

As viagens duram em média 4h 30 e os ônibus são confortáveis. Dessa maneira, não há grandes empecilhos neste quesito. Por outro lado, o aeroporto de Lima recebe vários voos diretos partindo do Brasil das principais capitais brasileiras, como São Paulo e Rio de Janeiro.

Além disso, outras cidades, como Porto Alegre e Belo Horizonte realizam voos com escalas. Cabe a você decidir qual é a melhor opção de partida rumo ao Peru.

O que fazer em Huacachina

Huacachina. Fonte: Murray Foubister.
Huacachina. Fonte: Murray Foubister.

Agora apresentaremos os principais atrativos de Huacachina, assim como da cidade de Ica, que dá acesso direto a este belo vilarejo do Peru. As atrações incluem tanto passeios de aventura, quanto passeios para conhecer a história e cultural local.

Museu Cientifico Javier Cabrera

O Museu Científico Javier Cabrera está localizado próximo a Plaza de Armas da cidade de Ica. Desse modo, apresenta localização privilegiada. É um dos principais museus da cidade, pois contém diversos itens da civilização Ica, um dos primeiros povos a ocupar a região, antes dos Incas e Espanhóis.

Os principais elementos encontrados são as pedras talhadas e demais objetos em pedras talhadas. Um passeio imperdível para os amantes de história, cultura e curiosos sobre antigos povos que habitavam a América do Sul!

Cânion de Los Perdidos

Apesar de não ficar exatamente em Huacachina, mas nos arredores da cidade de Ica, este passeio vale a pena, especialmente para os aventureiros e amantes da natureza.

Este atrativo consiste em uma formação geológica construída ao longo de milhares de anos pelo vento. O acesso até o local é muito difícil, além de estar a mais ou menos três horas de distância de Ica. Desse modo, é necessário dedicar um dia inteiro para viajar para este local.

Vale destacar também que o caminho até o Cânion tem sinalização precária e que há relatos de assaltos no meio do deserto. Dessa maneira, é importante contratar agências locais especializadas em fazer esse trajeto, a fim de tornar o seu passeio mais seguro.

Todavia, tomando as ações mais adequadas em relação à segurança, o passeio vale a pena. Há vários mirantes no cânion em que você pode ter uma ampla visão da paisagem local, do deserto e das formações rochosas que possuem a mesma cor das areias do deserto.

Vinícolas

Nem todo mundo sabe, mas o Peru também produz vinhos de grande qualidade. E a região de Ica possui algumas vinícolas de grande destaque na região do Deserto de Sechura.

As condições de temperatura e umidade dão ao vinho da região um sabor muito característico, um que proporciona uma excelente experiência para você, seja um grande apreciador de vinho ou apenas uma pessoa curiosa.

Entre as dicas de vinícolas, destaca-se a Tacama, que recebeu diversos prêmios internacionais ao longo do ano. Além disso, é a vinícola mais antiga da América do Sul!

Outro ponto importante a se destacar é que a vinícola apresenta um monastério e uma estrutura com vários séculos de existência. Os guias do empreendimento são muito solícitos e contam toda a história da região para você.

Ao final, você é conduzido para apreciar a degustação de 5 tipos de vinhos diferentes, incluindo os vinhos premiados internacionalmente que citamos anteriormente.

Sandboard

Sandboard no deserto. Fonte: Robert Luna.
Sandboard no deserto. Fonte: Robert Luna.

Outro passeio muito popular em Huacachina são os passeios nas dunas com umas espécie de prancha de skate. Sabe o Snowboard? Então, é bem parecido, só que em vez de neve, o esporte é praticado na areia. Esta atividade garante grande adrenalina, assim como muita diversão.

Desse modo, o sandboard é indicado para todas as idades, pois a diversão é garantida. Além disso, você terá uma linda visão do horizonte. Por fim, por ser uma atividade praticada no meio do deserto, vale destacar que manter-se hidratado é fundamental durante toda a atividade.

Bugue no deserto

passeio de Bugue no deserto. Fonte: Cyril Bèle.
passeio de Bugue no deserto. Fonte: Cyril Bèle.

Essa experiência é bastante simples: alugar um bugue passear nas areias do deserto, vivenciando uma experiência com muita adrenalina. Além disso, o bugue leva você a paisagens paradisíacas e é ideal para quem deseja ver o pôr do sol em cima de uma duna isolada do deserto.

Há várias agências em Ica que disponibilizam o aluguel de bugues, que já incluem a contratação de guia especializado. Os preços variam de acordo com o tempo de expedição, assim como número de pessoas.

Sobrevoo em Nazca

Nazca é uma região no Peru que não apresenta muitos atrativos. Todavia, os poucos que apresenta tornam o local muito atraente para turistas, especialmente para aqueles que gostam de curiosidades históricas e culturais.

Isso ocorre pois Nazca contém diversas gravuras desenhadas na areia do deserto. Elas apresentam algumas centenas de metros e os desenhos só podem ser vistos do céu!

Tal curiosidade levanta debates sobre os motivos para as construções desses monumentos, incluindo o campo da ufologia. Será que as gravuras eram símbolos para orientar naves extraterrestres?

Todavia, a explicação mais aceita se dá pela via religiosa. As gravuras eram feitas para agradar aos deuses, que podiam observá-las mesmo de muito longe e de muito alto.

Quando ir para Huachina

Huacachina pode ser visitada o ano inteiro, visto que o clima se mantém basicamente inalterado durante todo o ano. De dia, o céu está sempre limpo e as temperaturas elevadas. À noite, o céu estrelado e as temperaturas amenas oferecem uma sensação interessante.

De abril a julho são os meses mais secos do ano, mas isso não significa que nos meses restantes há grande precipitação de chuva. Aproveite a grande elasticidade das datas para escolher um período conveniente para você fazer a sua visita, isto é, que coincida com as suas férias, etc.

Cultura em Huachina

Apesar da região apresentar influências do antigos Incas, houve também na região grande influência de outro povo: os Icas, que construíram na região sua própria civilização. Entre os principais elementos que resistiram ao tempo, estão os objetos entalhados em pedra que eles produziram.

A fim de preservar estes artefatos, assim como a história do povo Ica, que dá nome à cidade mais próxima ao vilarejo de Huacachina, foi edificado o Museu Cientifico Javier Cabrera, que conforme indicamos anteriormente, vale a pena visitar.

O povo Nazca, que também a região durante um período de tempo, também tem parte de seus artefatos preservados, só que desta vez no Museu Regional Bermúdez Jenkins, que também vale a pena ser visitado.

Além do povo Nazca, este museu preserva parte da história dos Incas, Paracas, Huaris e Icas.

Dicas de viagem

Conforme destacamos anteriormente, Huachachina não tem muita restrição sobre o período mais indicado para visitar a cidade, visto que a região apresenta clima estável durante o ano inteiro. Além disso, a boa infraestrutura e opções de transporte entre Lima e Ica não são problemas.

Também vale indicar outros passeios, em cidades e regiões próximas, que vale a pena incluir na viagem para a cidade de Ica e o vilarejo de Huacachina: Arequipa — a cidade branca do Peru, Nazca — e os desenhos misteriosos no deserto e o Vale do Colca.

Gastronomia em Huacachina

Assim como ocorre em grande parte do Peru, a gastronomia em Huacachina tem como base os produtos locais, assim, como a tradição da culinária Inca. Dessa maneira, são comuns os pratos que utilizam elementos como batatas, milhos, raízes locais e carne de animais da região, como a alpaca.

Entre os principais restaurantes da região, podemos destacar:

  • El Cordon y la Rosa;
  • Mango.

Ambos especializados em comida peruana.

Conclusão

Assim sendo, Huacachina é um importante destino que você deve incluir no seu roteiro de viagens pelo Peru. O oásis no meio do deserto oferece uma experiência única. Além disso, a região conta com excelente infraestrutura para recebê-lo. E você, o que está esperando para conhecer Huacachina?

Dica => Acomodações em Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *