Em quais regiões do Brasil costuma cair mais neve?

O inverno é uma estação muito característica, de modo a entrar no imaginário popular por diversas formas.  Desse modo, a neve, elemento mais chamativo do inverno, é muito importante para a construção da paisagem da estação. Ainda que seja raro, alguns lugares do Brasil apresentam precipitação de Neve.

Mas afinal, quais são os locais do Brasil em que é mais comum este fenômeno? Com o intuito de elencá-los para você, além de dar dicas de como aproveitar o rigoroso invernos destes locais, fizemos este breve artigo especialmente para você. Continue lendo e saiba tudo sobre a neve no Brasil!

Inverno no Brasil

Neblina no inverno gaúcho. Fonte: Bruna cs, Flickr.
Neblina no inverno gaúcho. Fonte: Bruna cs, Flickr.

Conforme destacamos anteriormente, o país não possui muitos locais que apresentam precipitação de neve. Isso se explica de diversas formas, como a baixa latitude da maior parte do nosso país, assim como baixa atitude, proximidade com grandes corpos d’águas, etc.

Entretanto, há alguns poucos lugares em que a precipitação de neve ocorre com certa frequências. Estes lugares ficam localizados em regiões de grande altitude, como nas serras brasileiras do sul e sudeste. Começaremos então apresentando estas serras para você.

As serras do sul e sudeste

Serra do Rio Rastro, Santa Catarina. Fonte: Otávio Nogueira, Flickr.
Serra do Rio Rastro, Santa Catarina. Fonte: Otávio Nogueira, Flickr.

As regiões sul e sudeste são as que dispõem das condicionantes necessárias para a precipitação de neve. Isto é, latitudes mais altas — longe do Equador, maior altitude e pouca influência de grandes corpos d’água, que apresentam grande capacidade térmica, que torna menos difícil o surgimento de neve.

Dessa maneira, as cidades que apresentam maior precipitação de neve são aquelas que estão localizadas nestas serras da região do sul e sudeste. Entre os principais Estados onde estão localizadas estas cidades, estão: Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Paraná

Parque Eólico de Palmas, que costuma ficar coberto de neve nos dias mais frios do ano. Fonte: Marlon Bianco Matias, Wikicommons.
Parque Eólico de Palmas, que costuma ficar coberto de neve nos dias mais frios do ano. Fonte: Marlon Bianco Matias, Wikicommons.

O Paraná é um dos três Estados que compõe a região sul do Brasil. Desse modo, é um dos locais que apresenta os invernos mais rigorosos do país. Além disso, conta com uma das melhores infraestruturas do Brasil, além de diversos atrativos, cujo destaque é a Foz do Iguaçu.

Ademais, apresenta cultura diversificada e uma cidade que apresenta disciplinada precipitação de neve: Palmas.

Esta cidade está localizada a apenas 300 km da capital paranaense, Curitiba. É considera a mais fria do Estado. Com pouco mais de 50 mil habitantes, o município apresenta constantes geadas durante o inverno e pelo menos um dia de precipitação de neve por ano.

Dessa maneira, Horizonte, distrito da cidade a mais de 1300 metros de altitude, é o local mais propício para o evento. Ademais, a menor temperatura registrada na cidade foi de – 11,5º C, em julho de 1975.

Santa Catarina

São Joaquim, Santa Catarina. Fonte: https://serrainfoco.com.br
São Joaquim, Santa Catarina. Fonte: https://serrainfoco.com.br

Santa Catarina é outro Estado da região sul do país. Desse modo, apresenta um dos invernos mais frios, pois está em uma região de alta latitude. Além disso, a serra catarinense, que está localizada na maior parte da região do Estado, apresenta pontos de grande altitude, o que facilita a precipitação de neve.

Além disso, o Estado conta com excelente infraestrutura e um uma cultura bastante diversificada, resultado da intensa imigração que recebeu ao longo do século XIX e até meados do século XX.

Entre as principais cidades do Estado com precipitação de neve, destacamos: São Joaquim, Urupema, Urubici e Bom Jardim da Serra.

São Joaquim é o município mais importante dos que foram citados anteriormente. Apresenta a melhor infraestrutura, além de ser o destino mais famoso do Estado para quem deseja curtir o inverno. Desse modo, apresenta diversos atrativos relacionados ao inverno e ao forte frio.

Ubirici. Fonte: Halley Pacheco de Oliveira, Flickr.
Ubirici. Fonte: Halley Pacheco de Oliveira, Flickr.

Já Urubici, outro município importante da da serra catarinense, cuja precipitação de neve também é comum nos meses de inverno, o destaque se dá, principalmente, pelas belezas naturais. Além disso, se destaca pelo cultivo de maças e uvas.

Urupema, apesar de não ter uma infraestrutura comparável às duas cidades citadas anteriormente, é outro local que merece destaque quanto ao assunto. Desse modo, ela é constantemente destacada como a cidade mais fria do país, com 12º C de média.

Além disso, dispõe de cachoeiras que literalmente congelam durantes os dias mais frios do ano, o que se torna um excelente atrativo para os turistas. Por fim, destaca-se Bom Jardim da Serra, a 230 km de Florianópolis e localizada na Serra do Rio Rastro.

Minas Gerais

Montes Verdes, a cidade mais fria de Minas Gerais. Fonte: Ana Paula Hirama, Flickr.
Montes Verdes, a cidade mais fria de Minas Gerais. Fonte: Ana Paula Hirama, Flickr.

O Estado de Minas Gerais é muito conhecido por sua culinária, seu povo acolhedor e a sua tradição católica. Todavia, também há uma cidade mineira que neva periodicamente: o município de Monte Verde.

Localizado na região sul do Estado de Minas Gerais, na fronteira com o Estado do Rio de Janeiro, a cidade já registrou temperatura de -4º C. Apresenta constantes geadas e nevascas durante os dias mais frios do ano, no inverno.

Rio Grande do Sul

Cambará do Sul. Fonte: Douglas Scortegagna, Flickr.
Cambará do Sul. Fonte: Douglas Scortegagna, Flickr.

O Estado do Rio Grande do Sul é o que apresenta maior latitude entre os Estados Brasileiros. Desse modo, apresenta invernos bem frios. Além disso, a serra localizada no Nordeste do Estado é propícia a precipitação de neve no inverno.

Entre os principais municípios desta região que é comum a precipitação de neve, destacam-se: São José dos Ausentes, Bom Jesus e Cambará do Sul. Além disso, estes municípios se destacam por conta das suas belezas naturais, como os cânions.

Rio de Janeiro

Itatiaia. Fonte: Ewout ter Haar, Flickr.

O Rio de Janeiro é um Estado conhecido por seu forte calor e suas belas praias. Todavia, o Estado não se resume a isso. Há também uma serra, fronteiriça ao Estado de Minas Gerais. Localizada na fronteira de Minas Gerais e próximo a Volta Redonda, Itatiaia é a cidade fluminense com maior precipitação de neve.

Na cidade, onde está localizado o Parque Nacional do Itatiaia, primeira reserva ambiental do país, ocorrem as principais geadas e nevascas do Estado do Rio de Janeiro.

Quando costuma cair mais neve

Conforme destacamos anteriormente, o Brasil não é um país cujo fenômeno da precipitação de neve seja muito comum. Desse modo, a neve só costuma aparecer no inverno, durante os seus dias mais frios.

O inverno no hemisfério sul costuma ir do dia 21 de junho a 22 de setembro. Desse modo, os dias entre julho e agosto costumam ser os mais frios e, consequentemente, os que apresentam maior probabilidade de neve.

Cultura da serra

Se aquecer ao lado de uma fogueira, um dos principais hábitos da serra. Fonte: DigaoSPBR, Flickr.
Se aquecer ao lado de uma fogueira, um dos principais hábitos da serra. Fonte: DigaoSPBR, Flickr.

Apesar de terem sido apresentadas diferentes serras ao longo do texto, em vários Estados, elas apresentam pontos em comum. De forma geral, os pontos em comum são culturais e são estratégias que os locais adotaram para se proteger do frio e aproveitá-lo da melhor forma.

Dessa forma, destaca-se o alto consumo do vinho, uma bebida alcoólica que transmite a sensação de aquecimento, o consumo de comidas com alto teor calórico, como a carne de porco, além do hábito de se aquecer ao lado de uma fogueira.

Dicas para enfrentar e aproveitar o frio

No tópico anterior, deixamos algumas dicas que você pode aproveitar para aproveitar o frio de forma confortável. Dessa maneira, aproveite para beber um bom vinho e fazer generosas refeições. No frio, nosso corpo gasta bastante caloria para nos manter aquecido e repor as energias é fundamental.

Além disso, vale a pena investir em vestimentas adequadas para enfrentar as baixas temperaturas do inverno nas cidades apresentadas. Jaqueta, meias luvas e gorros são fundamentais para que você aprecie o inverno e a neve de forma saudável e sem correr muitos riscos de saúde devido à exposição ao frio.

Gastronomia típica das regiões serranas brasileiras

Assim como a cultura das regiões serranas brasileiras, a gastronomia nas cidades apresentadas, apesar de manifestarem suas próprias peculiaridades, expressam também traços em comum. De forma geral, essa similaridade pode ser respondida tanto pela imigração recebida, quanto pela necessidade.

Isso porque o frio nos torna mais suscetíveis a uma alimentação mais calórica, uma vez que nosso corpo gasta muita energia para se manter aquecido. Desse modo, a carne de porco e o churrasco são tendências. Além disso, o queijo e frutas da estação são muito utilizadas.

Por outro lado, os imigrantes japoneses, italianos e alemães que aqui chegaram ao longo do século XIX e meados do século XX, escolheram as regiões serranas como moradia. Esta escolha se deu por conta do clima familiar ao da sua terra natal, o que contribuiu para a adaptação.

Conclusão

Assim sendo, se engana quem pensa que não há neve no Brasil. É verdade que ela é bem mais rara do que em países do hemisfério norte ou mesmo de vizinhos como Argentina e Chile. Entretanto, apresentamos ao longo do texto diversas cidades que manifestam em seu inverno a precipitação de neve.

Agora que você já sabe que não é necessário sair do país para ver neve, que tal se preparar para o rigoroso inverno em alguma das cidades listadas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *