Cuenca, Espanha

Guia completo

Cuenca. Fonte: José Manuel Armengod.
Cuenca. Fonte: José Manuel Armengod.

Espanha é um país lindo, onde em cada cidade o turista pode conhecer coisas novas, entrar em sua história e desfrutar de sua cultura. Semelhantemente é o que ocorre em Cuenca. Inegavelmente uma das cidades mais lindas da Europa.

Por suas peculiaridades, Cuenca é considerada pela Unesco como a Cidade Patrimônio da Humanidade. Sobretudo porque possui riqueza monumental e histórica. Em cada esquina, em cada desfiladeiro, em cada rua, é possível encontrar obras impressionantes. Tudo isso, você precisa conhecer!

Como chegar a Cuenca

Cuenca faz parte da Comunidade de Castilla – La Mancha e está localizada entre Madrid (168 km) e Valencia (199 km). Portanto, quando for planejar sua viagem a Cuenca, estes dados podem ajudar em sua estratégia.

Do mesmo modo, as opções para chegar a Cuenca, é por carro, ônibus e trem. Consideramos que a melhor opção é o ferroviário. Em geral, são 29 comboios da Capital de Espanha a Cuenca.

Centro Histórico

Centro Histórico de Cuenca. Fonte: Juan Lupión.

Centro Histórico de Cuenca. Fonte: Juan Lupión.

Primeiramente, o que torna Cuenca única é a localização de sua cidade antiga. O Centro Histórico está localizado na colina, bem perto dos desfiladeiros. A saber, em um desfiladeiro está o Rio Huécar e em no outro o Rio Júcar.

Dessa maneira, se pode passear pelas bordas dessa cidade, e conhecer a Catedral, as famosas Casas Colgadas, a Plaza Mayor e outros monumentos que tornam sua estadia memorável. Por favor, não esqueça sua máquina fotográfica!

As Casas Colgadas

Las Casas Colgadas. Fonte: Toni Rodrigo
Las Casas Colgadas. Fonte: Toni Rodrigo

Surpreendente, estas construções são preciosidades da arquitetura. Aliás, 3 delas estão abertas para visitação. A saber, a Casa de La Sirena, onde você pode saborear a comida da região. As outras duas são chamadas de Las Casas del Rey. Inclusive em uma delas tem um museu de arte abstrato.

Ademais, estas casas merecem uma atenção especial, não somente por estarem nas encostas de uma montanha, como pela criativa do homem que em determinado momento viu a necessidade de aproveitar todos os espaços possíveis de uma cidade.

Plaza Mayor

Você pode pensar que esta Plaza Mayor, não tem nada de diferentes das outras que estão por Espanha. Contudo, quando pensamos que está em cima de uma colina, já encontramos um ponto que a distingue.

Além disso, é um lindo lugar onde se encontraram várias edificações como a Catedral e a prefeitura da cidade (Ayuntamiento), que por si, é um espetáculo à parte por causa de seus 3 arcos. Ainda assim, é aqui que você pode sentar para tomar um suco ou um café enquanto observar o movimento dos moradores e turistas.

Igualmente, aqui as fotos das lojas de artesanatos, bares e restaurantes saem perfeitas por ser uma área bem conservada e pelas cores dessas construções centenárias.

A Catedral

Catedral de Cuenca. Fonte: santiago lopez-pastor
Catedral de Cuenca. Fonte: santiago lopez-pastor

Segundo os dados históricos, este foi o primeiro edifício construído em Cuenca. Decerto, a construção começou no século XIII e passou por várias modificações até a última reconstrução no século XX.

Atualmente, é considerada uma das mais importantes construções góticas da Espanha. Acima de tudo pelo estilo arquitetônico das capelas.

Convento de São Paulo

O Convento de São Paulo (Convento de San Pablo) é outra preciosidade arquitetônica de Cuenca. Está localizado perto da Ponte de São Paulo. Inegavelmente, seu pátio é muito lindo e aqui você pode fazer aquela parada para comer tapas com cerveja e imaginar que está no mesmo lugar, onde, na antiguidade, monges caminhavam e faziam suas tarefas diárias e orações.

Ademais, hoje em dia o Convento é um edifício destinado às atividades turísticas. Portanto, foi remodelado para isso e possui vários espaços muito bem cuidados. É bom lembrar que você não pode ir aí sem conhecer o Claustro que é muito bonito.

Ponte São Paulo (Puente de San Pablo)

Certamente, este é o lugar mais estratégico de Cuenca para as fotos panorâmicas. Tudo isso porque é a vista mais privilegiada da cidade. Sobretudo, é na Ponte que você irá ver perfeitamente como estão penduradas as Casas Colgadas e a parte antiga da cidade. Veja todos os ângulos e tire suas melhores fotos de Cuenca. Vale a pena!

Como dado histórico, a ponte tem 60 metros de comprimento. Aliás, esta é a segunda ponte construída no mesmo local. A primeira foi construída entre 1533 e 1589 para ligar o Convento a cidade. Pois, o mesmo está localizado no cânion do rio Huécar.

Ruínas do Castelo e Arco de Bezudo

Cuenca foi construída em uma colina para ser uma fortaleza árabe a mais de 4 séculos e o Castello (Castelo) era a parte mais importante desta fortificação. Atualmente, se pode visitar seus restos, que são as muralhas, a Torre e o Arco de Bezudo.

É bom saber que a visita é gratuita e daí as vistas sobre o desfiladeiro e a cidade são espetaculares.

Especificamente, o Arco de Bezudo, era uma das portas de entrada da cidade antiga. Atualmente, é um dos pontos turísticos mais conhecidos de Cuenca.

Os Rascacielos de Cuenca

Estas construções antigas que estão no bairro San Martìn em Cuenca, encanta pelo colorido e especificamente pelo tipo de edificação. Sendo consideradas, também como parte do reaproveitamento do espaço físico da cidade.

Em realidade, alguns prédios têm entre 3 ou 4 andares, construídos no século XVII a XIX. E existem outros, que surpreende ainda mais por estarem voltadas para o desfiladeiro. Estes possuem até 11 andares, com arquitetura do século XV.

Torre de Mangana

Ainda neste passeio arquitetônico e histórico, está a Torre de Mangana, que está localizada perto da Praça de La Merced. Além de você aproveitar para conhecer a Torre, pode desfrutar desta linda praça, onde igualmente está o antigo Alcázar árabe, que depois foi o bairro judio e posteriormente bairro católico.

Conforme a história, a Torre de Mangana exercia a função de defender os cidadãos, no entanto, as várias modificações por qual foi passando a levou ao status de patrimônio cultural.

Cerro del Socorro

Outro lugar que você pode conhecer em Cuenca é o Cerro del Socorro, que se trata de uma colina onde está o Monumento Al Sagrado Corazón, tipo um Cristo Redentor.

Também este é outro lugar que te possibilita uma vista panorâmica da Cidade. Vale a pena conferir.

Entretanto, comentamos que apesar de ser uma trilha bem sinalizada, é íngreme e se você tem pouco tempo, ou não está preparado fisicamente, deve pensar 2 vezes. Igualmente, é um passeio muito bonito. Você poderá conhecer a Via-crúcis e tirar aquelas fotos lindíssimas de Cuenca.

Parque Arqueológico de Segóbriga

Primeiramente este é um dos parques arqueológicos com melhor conservação de Espanha. Portanto, se você vai ficar alguns dias em Cuenca, deve reservar um tempinho para conhecer. O parque está localizado a 4 km do centro da cidade e aí se encontra restos arqueológicos da conquista romana do século II a.c. até o final de sua dominação. Conhecida como a Cidade Romana de Segòbriga.

Nesse lugar se encontra desde ferramentas e armas até objetivos decorativos deste período. Com certeza é uma verdadeira aula de história.

As Caras de Buendía

Similarmente, esta é mais uma obra que te convida a visitar. Por certo, trata-se de um caminho de caras esculpidas em pedras. No total, são 18 esculturas de diferentes artistas, que estão localizadas no município de Buendía.

A Cidade Encantada

Cidade Encantada. Fonte: Toni Rodrigo.
Cidade Encantada. Fonte: Toni Rodrigo.

Semelhantemente é a Cidade Encantada, que está a 30 km de Cuenca, e se localiza dentro do Parque Natural da Serrania de Cuenca. O passeio, trata-se de um recorrido circular de 3 km, que está sinalizado para que você não perca nenhuma das formações rochosas.

É um lindo passeio para fazer com crianças, pois, cada rocha tem nomes de animais e objetos. Por exemplo, a Foca, o Convento, a Tartaruga, entre outras obras da natureza, que encantam a todos que passam por ali.

Gastronomia

A fim de que você não passe por Cuenca sem provar sua comida típica, recomendamos alguns restaurantes. O primeiro, Romera Bistrót, um pequeno restaurante, bastante acolhedor, com uma atenção primaz e excelente comida. O foie com crumble, é uma das especiarias da casa.

Em seguida indicamos Raff San Pedro cujo a grande diferença, sem dúvida alguma, é sua construção de pedra. É um lindo restaurante.  Acima de tudo, a comida é perfeita e o atendimento amigável.

Como terceira sugestão, para aqueles que não podem gastar muito é o Bar Casa Reyes, onde as porções são grandes e preço é muito acessível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *