Conheça a Chapada das Mesas

Um paraíso no sul do Maranhão

Chapada das Mesas. Fonte: @chapadadasmesasmaranhao, Instagram.
Chapada das Mesas. Fonte: @chapadadasmesasmaranhao, Instagram.

A Chapada das Mesas é um verdadeiro paraíso localizado no centro sul do Estado do Maranhão. Embora tenha ficado fora do roteiro nacional do ecoturismo durante muito tempo, o local vem ganhando destaque nos últimos anos. Esse destaque se deve principalmente às suas belezas naturais.

Mas afinal, que belezas são essas? Para apresentá-las para você, desenvolvemos este breve artigo sobre a Chapada das Mesas. Aqui abordaremos sobre os principais pontos turísticos, como chegar ao local, cultura, quando ir, etc. Continue lendo e confira!

Principais informações sobre a Chapada das Mesas

A Chapada das Mesas é uma unidade de conservação. Abrange três municípios maranhenses: Riachão, Carolina e Estreito. Apesar de estar localizada no Maranhão, Estado localizado na zona da pré-amazônia, o bioma predominante na Chapada das Mesas é o do Cerrado.

Carolina, principal cidade que dá acesso para a Chapada das Mesas. Fonte: Fernando Santos Cunha Filho, Wikicommons.
Carolina, principal cidade que dá acesso para a Chapada das Mesas. Fonte: Fernando Santos Cunha Filho, Wikicommons.

Dessa maneira, há grandes campos com a presença de árvores de médio porte com grande espaçamento entre si. O nome do local se deve ao formato natural dos Planaltos, em forma de mesa, com paredões íngremes e topo achatado. Além disso, conta com muitos córregos e quedas d’água.

Como chegar na Chapada das Mesas

Para chegar na Chapada da Meses, o ponto mais indicado é por Imperatriz, cidade média maranhense com aeroporto mais próximo do local. São Luís, capital do Estado, está localizada no Litoral, muito distante da Chapada das Mesas.

Além disso, há a opção de se deslocar para a Chapada das Mesas partindo de Palmas, capital do Estado do Tocantins. Partindo de Imperatriz, é necessário pegar a BR-010 e BR-230 até Colinas.

De Palmas, primeiro é necessário se deslocar até Araguaína e, posteriormente, até a cidade de Colinas, no Maranhão. Caso você deseje ir de São Luís até Carolina, é necessário vencer longos 850 km.

Desse modo, é necessário pegar a BR-135 até encontrar a BR-226. Em seguida, deve continuar até a MA-012. Posteriormente, deve seguir até a MA-132. Quando chegar à BR-230, deve continuar até a cidade de Colinas.

Pedra Caída

A pedra caída é um dos principais cartões-postais da Chapada das Mesas. Conta com mais de 1 km de extensão e 300 metros de altura. Desse modo, a Pedra Caída marca a paisagem de quem visita a Chapada das Mesas. Além disso, é reconhecido como complexo mais longo do Brasil.

Ademais, o local conta com diversas queda d’águas e locais apropriados para a práticas de esportes radicais, como tirolesa, rapel, entre outros. Conta também com piscina com tobogãs, o que torna o passeio indicado tanto para adultos, quanto para crianças.

Por fim,  o local conta com uma excelente infraestrutura, com banheiros e restaurante no local. Dessa maneira, é um ponto de visitação obrigatório para quem viaja para a Chapada das Mesas.

Cachoeiras

O local apresenta diversas quedas d’águas. Entre as principais cachoeiras da região, destacamos a Cachoeira São Romão e da Prata. Elas são ideias para a prática de canionismo e Rapel, além de, naturalmente, banhos relaxantes e massagens naturais.

Cachoeira São Romão. Fonte: Eduardo Vessoni, viaja em pauta.
Cachoeira São Romão. Fonte: Eduardo Vessoni, viaja em pauta.

É, portanto, passeio obrigatório para quem aprecia um bom banho de cachoeira, ou deseja visitar um local para se aproximar da natureza e fugir do estresse das grandes cidades.

Poço Azul

É um dos principais banhos de toda a Chapada da Mesa. Como o nome destaca, trata-se de uma piscina natural cristalina, cuja água adquire tons azulados. Além disso, a água de temperatura morna torna o local ideal para tomar banho, relaxar e passar o tempo.

Poço Azul. Fonte: http://mochileirosecampistas.blogspot.com
Poço Azul. Fonte: http://mochileirosecampistas.blogspot.com

Também é possível colocar máscaras de mergulho para observar os diversos peixes que existem na região, como lambaris, piaus e cascudos. Por conta da beleza e da proximidade com a natureza, o Poço Azul é atrativo obrigatório e deve ser incluído no seu roteiro para a Chapada das Mesas.

Encanto Azul

Assim como o Poço Azul, este local se trata de uma piscina natural cristalina, cuja água apresenta tons azulados. As águas mornas dessa piscina construída pela natureza são um convite ao banho para toda a família.

Encanto Azul. Fonte: http://mochileirosecampistas.blogspot.com
Encanto Azul. Fonte: http://mochileirosecampistas.blogspot.com

O Encanto Azul também é outro local dentro da Chapada das Mesas em que você pode realizar mergulhos para apreciar os diversos peixes que habitam as suas águas. Assim como o Poço Azul, esse passeio, por conta dos atributos da sua água, proximidade com a natureza e beleza, é passeio obrigatório.

Morro do Chapéu

É um dos picos mais famosos de toda a Chapada das Mesas, justamente por ser o de maior altura. Conta com 365 metros de altura. Para chegar ao topo do local, é necessário fazer uma trilha de dificuldade média, o que pode ser uma dificuldade para pessoas com mobilidade reduzida.

Morro do Chapéu. Fonte: Vitor 1234, wikicommons.
Morro do Chapéu. Fonte: Vitor 1234, wikicommons.

Todavia, o esforço vale a pena. As íngremes paredes de arenito dão caminho para o topo do Morro do Chapéu, de onde é possível observar toda a região, assim como o cerrado e o pôr do sol. Desse modo, é um local ideal para quem deseja encontrar paz, refletir e sentir na pele o espírito aventureiro.

Além disso, é ideal para quem deseja tirar fotos no local e fazer belos registros da viagem.  O local também é muito apreciado pelos praticantes de trekking.

Portal da Chapada

O Portal da Chapada é um dos marcos mais famosos e extraordinário da Chapada das Mesas. De tão icônico, é um local obrigatório para quem deseja tirar fotos para registrar a viagem nas redes sociais. O Portal da Chapada nada mais é que uma escultura, uma pedra de arenito furada, que lembra um Portal.

Portal da Chapada. Fonte: @ari.busson, Instagram.

O monumento natural de arenito foi esculpido ao longo de milhões de anos por vento e chuva. Além disso, é um mirante natural, de onde é possível avistar toda a região.

O local é de fácil acesso. É possível acessá-lo de automóvel e, por fim, realizando uma pequena trilha a pé. O horário mais indicado para a visitação é no final da tarde, tanto por conta do forte calor, quanto pelo pôr do sol.

Parques Santa Barbará e Itapecuru

São Parques privados localizados na região da Chapada das Mesas, sendo o primeiro no município de Riachão e o segundo na cidade de Carolina. Ambos contam com excelente infraestrutura, como restaurantes, banheiros, áreas para divertimento das crianças, entre outros.

Ademais, possuem locais para fazer piqueniques e cascatas que formam excelentes piscinas naturais para banho. Desse modo, o local é ideal para quem deseja fazer um passeio em família.

Quando ir para a Chapada das Mesas

A melhor época para ir para a Chapada das Mesas é entre os meses de maio e setembro. Nessa estação, costuma chover menos na região. Desse modo, as trilhas e as atrações não ficam alagadas, e podem ser visitadas sem maiores problemas.

Durante a época chuvosa, as chuvas torrenciais, causadas pela zona de transição amazônica, podem acabar prejudicando os principais passeios. Além disso, as águas dos principais rios e lagos da região ficam turvas, resultado dos sedimentos lançados nos córregos.

Cultura

Vaquejada, uma festa tradicional no Nordeste. Fonte: Joao Monteiro Neto, Wikicommons.
Vaquejada, uma festa tradicional no Nordeste. Fonte: Joao Monteiro Neto, Wikicommons.

A cidade carrega diversas manifestações culturais folclóricas que foram herdadas dos índios que habitavam a região. Além disso, a cidade conta com diversos eventos. Entre eles, podemos citar:

  • Enduro do Cerrado;
  • Festejo de São Pedro de Alcântara;
  • Festa Junina;
  • Festa de ano novo;
  • Carnaval,
  • Vaquejadas;
  • Aniversário da Cidade;
  • Carolina Country.

Dicas de viagem

Entre as principais dicas de viagem que podemos elencar, devemos dar prioridade para as preocupações relativas a exposição solar. A região, que já é quente e recebe grande incidência solar, tem como vegetação predominante o cerrado. Desse modo, são raras as sombras que você encontrará nas trilhas.

Leve sempre sua garrafa de água com você. Fonte: Kate Joie, unsplash.
Leve sempre sua garrafa de água com você. Fonte: Kate Joie, unsplash.

Dessa maneira, é fundamental que você se previna. Use protetor solar e roupas que protejam da radiação solar, como óculos, chapéus, etc. Além disso, beba bastante líquido e leve água para realizar as trilhas. Por fim, planeje o passeio a fundo para visitar o maior número de atrativos possíveis.

Gastronomia

Por um lado, a gastronomia na Região da Chapada das Mesas é influenciada pelos rios da região. Desse modo, pratos de surubim no leite de coco e pirão, pacu, tambaqui e tambacu fritos, entre outros peixes de água doce são comuns.

Carne de sol e Macaxeira. Fonte: http://segredosdochef.com.br
Carne de sol e Macaxeira. Fonte: http://segredosdochef.com.br

Todavia, por ser uma região nordestina e que não foge às suas raízes, pratos envolvendo tapioca, macaxeira frita e a carne de sol também são comuns. Entre os principais restaurantes da cidade, podemos destacar o “Chega +” e “Espaço Gourmet”, ambos com opções de peixes e grelhados.

Conclusão

Sendo assim, a Chapada das Mesas é um destino incrível do ecoturismo. Além de ter seus próprios atrativos, a proximidade com o Jalapão pode ser o diferencial para incluir uma viagem de longa duração incluindo os dos Parques. E você, o que está esperando para conhecer esse paraíso no Maranhão?

Dica => Acomodações em Imperatriz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *