Chapada Diamantina, BA – Um verdadeiro tesouro natural no sertão!

chapada diamantina

A Chapada Diamantina é um dos lugares mais imperdíveis do Brasil, especialmente para quem ama turismo de aventura, com direito a trilhas, grutas, montanhas gigantescas e muita beleza natural.

No texto de hoje, vamos contar um pouco do que você pode encontrar na região da Chapada, além da charmosa cidadezinha de Lençóis, a mais próxima do parque Nacional da Chapada Diamantina, onde estão os principais pontos turísticos da região.

Prepare-se para uma viagem incrível, cheia de surpresas, com muita água e muita vida para conhecer! Confira mais abaixo!

O Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia

Cachoeira do Ferro Doido. Fonte: Chapada News
Cachoeira do Ferro Doido. Fonte: Chapada News

O Parque Nacional da Chapada Diamantina fica pertinho da cidade de Lençóis, onde você pode se hospedar para curtir os principais pontos turísticos. Nossa dica é que você procure uma das agências localizada no centrinho e escolhe os passeios que mais achar divertido.

O parque tem uma extensão imensa e exige que os turistas sejam guiados por um profissional até as principais cachoeiras e grutas – tudo para que o lugar continue bem preservado e livre de qualquer interferência humana.

Pontos turísticos da Chapada – Os mais imperdíveis!

Se antes a Chapada Diamantina era ponto de encontro para quem estava em busca do garimpo de diamantes, hoje ela recebe quem quer aproveitar a natureza do jeitinho que ela está, sem levar e nem deixar nada pelo caminho.

Em dúvida de qual passeio fazer? Separamos os mais incríveis de todos e os mais recomendados pelos turistas! Anote:

  • Cachoeira do Mosquito
Cachoeira do Mosquito. Fonte: Um pouquinho de cada lugar
Cachoeira do Mosquito. Fonte: Um pouquinho de cada lugar

A Cachoeira do Mosquito é uma das mais impressionantes da Chapada Diamantina. Uma trilha de 30 minutos, toda preparada para receber os turistas, com ótima sinalização e escadas em pontos estratégicos, resulta em uma queda d’água incrível.

São 50 metros de altura, paredes de pedra formadas por um cânion avermelhado lindo e com uma lago abaixo da cachoeira, ótimo para nadar. Um passeio praticamente imperdível e que merece ser aproveitado por pelo menos metade do dia!

  • Poço do Diabo 
Poço do Diabo. Fonte: Perambulando na Trilha
Poço do Diabo. Fonte: Perambulando na Trilha

O Poço do Diabo é um ponto turístico bastante conhecido do Parque da Chapada Diamantina. Lá, é possível fazer um rapel de tirar o fôlego e nadar no enorme poço de águas cor de mel – totalmente limpas!

O lugar é rodeado pela floresta local e exige uma trilha de mais ou menos 50 minutos. Vá com um guia, já que o poço fica em área de preservação ambiental. Sem dúvidas, o mergulho nessas águas vai renovar suas energias!

Caso você queira fazer o rapel, vale a pena comprar o passeio já na cidade para evitar muitas filas e também garantir que a equipe estará por lá no dia da sua visita. O rapel é bem simples e qualquer pessoa pode fazer – as instruções são dadas na hora da descida.

  • Cachoeira da Fumaça
Cachoeira da Fumaça. Fonte: CVC
Cachoeira da Fumaça. Fonte: CVC

Outro ponto que não pode faltar no seu roteiro é a Cachoeira da Fumaça. Com uma queda d’água de mais de 50 metros, ela leva esse nome devido a um fenômeno interessante: suas águas não chegam a atingir o chão e se tornam vapor durante o trajeto rumo ao chão.

Um visual incrível e que vai render fotos maravilhosas. Aproveite para sentar na pedra localizada bem acima da cachoeira para aproveitar o visual ao máximo.

  • Gruta da Paixão
Gruta da Paixão. Fonte: Viajar mais
Gruta da Paixão. Fonte: Viajar mais

A visita na gruta da Paixão é quase obrigatória para quem adora esse tipo de ambiente. O passeio geralmente é combinado com o Poço Azul, que falaremos mais abaixo como funciona.

Para termos uma ideia da dimensão do local, a gruta tem dezenas de salões e uma história de milhões de anos de construção natural. A visita é guiada e os turistas podem levar uma lanterna para observarem as formações rochosas do seu interior. Garantimos que você vai se impressionar com os detalhes do local!

  • Poço Azul
Poço Azul. Fonte: Destinões
Poço Azul. Fonte: Destinões

O poço azul, além de toda a beleza das águas quase transparentes da região, conta com o raio de luz capaz de ser visto em mais de 20 metros de profundidade. Esse raio vem do sol que, refletido na água, faz com que a cor da água fique totalmente azulada, em uma tonalidade deslumbrante.

O passeio é simplesmente imperdível e vai te deixar com o coração apertado de ir embora! Uma dica: o raio azul só pode ser visto nos meses de Fevereiro a Outubro, do meio dia e trinta até às 14:00. Por isso, se planeje com calma e pergunte ao guia se será possível enxergar a luminosidade quando for sua vez de fazer a flutuação.

Passeios que merecem sua visita pelo menos uma vez na vida!

Os pontos que falamos acima são bem comuns nos roteiros mais simples da Chapada Diamantina. Mas, acredite, há muito mais para ver no parque e na região – e, se você tiver mais do que dois dias, vale muito a pena conhecer cada um deles. Separamos os principais abaixo:

  • Gruta da Pratinha
Gruta da Paixão. Fonte: Pousada Sincorá
Gruta da Pratinha. Fonte: Pousada Sincorá

Quem imagina uma gruta de águas cristalinas e pronta para receber turistas para uma flutuação incrível rumo a escuridão do seu interior? Parece algo que vemos apenas no exterior, certo? Mas, essa atração incrível está no Brasil, bem no meio do Sertão da Bahia!

A Gruta da Pratinha fica em uma propriedade particular, que um dia já foi inundada pelo oceano atlântico – há milhões de anos – e hoje guarda um pouco do que o mar deixou para trás.

Entre as relíquias da água salgada, um rio de cor prateada que corre para dentro da gruta é o que faz com que o lugar receba tantos turistas. Na gruta da pratinha, tudo é preservado, por isso, apenas a flutuação é permitida.

Um paraíso brasileiro que poucas pessoas conhecem, mas que vai te deixar de alma lavada assim que você conhecê-lo! Não deixe de pedir para sua agência te levar para lá!

  • Pôr-do-sol no Morro do Pai Inácio
Morro do Pai Inácio. Fonte: Wikiloc
Morro do Pai Inácio. Fonte: Wikiloc

O Morro do Pai Inácio é um capítulo à parte na Chapada Diamantina. Podemos dizer, com toda a certeza, de que esse é um dos passeios mais impressionantes que você fará na vida. Ele começa por meio de uma trilha íngreme, porém, preparada para receber pessoas de qualquer idade e condicionamento físico – ela possui escadas, apoio e uma estrutura incrível.

Ao chegar no alto do morro, a vista para a Chapada é de tirar o fôlego. A história do lugar é curiosa: diz a lenda que Pai Inácio se apaixonou pela Sinhá e se escondeu no morro para fugir do seu marido, que descobrirá a traição. Ao ver seus capangas o encurralando no topo, fingiu pular e conseguiu dar a volta para buscar sua amada e fugir com ela.

Apesar de toda a lenda em torno do Morro, o visual é o que mais vai te impressionar. Todos os cânions ao redor formam uma paisagem exuberante e o pôr-do-sol, é um dos mais bonitos de todo o país.

Vale muito a pena aproveitar ao máximo e tirar fotos que ficarão para sempre na sua memória!

  • Passeio em Lençóis
Lençóis. Fonte: Macaubense.
Lençóis. Fonte: Macaubense.

Se você se hospedar em Lençóis, é provável que irá conhecer a cidade logo no primeiro dia. Mas, caso fique em outro lugar, recomendamos fortemente que dê uma passada por lá para apreciar um pouco dessa charmosa cidade, típica do interior da Bahia.

As ruas de pedra contrastam com as casinhas coloridas, sempre muito bem conservadas para receber o turista de braços abertos. A natureza está em todo lugar de Lençóis e é de lá que saem os principais passeios para a Chapada Diamantina.

Com apenas 11 mil habitantes residentes, a cidade consegue mesclar agito, cultura, beleza natural e muita história para contar! Não deixe de conhecer!

Gastronomia na Chapada Diamantina – Onde comer bem?

Pensar na Bahia e não lembrar de comida boa é quase impossível. Isso não é diferente na cidade de Lençóis, destino da maioria dos turistas que vão até a Chapada. Quer saber onde comer bem por lá? Separamos algumas opções:

Garimpo Gourmet. Fonte: Eu, ela e moto.
Garimpo Gourmet. Fonte: Eu, ela e moto.

 

  • Garimpo Gourmet: Um restaurante muito tradicional da cidade, com um cardápio típico da Bahia. Recomendado por turistas e moradores, ele tem um ambiente bem agradável e culinária espetacular!

 

  • Sabor da Serra: Comida Bahiana de qualidade, muitas opções no cardápio e um belo atendimento. O sabor da Serra é uma excelente alternativa de restaurante!

Vida noturna – Lugares para curtir depois do pôr-do-sol

Passear à noite é totalmente possível na cidade de Lençóis, que conta com ruas de pedras repletas de restaurantes simpáticos e bares que funcionam até tarde. Separamos algumas opções:

Lençóis à noite. Fonte: Eu fui e recomendo.
Lençóis à noite. Fonte: Eu fui e recomendo.

 

  • Café Cabana: Aproveite para curtir à noite em um ambiente agradável, com música ao vivo e muita animação nesse bar super descolado!

 

  • Quilombola: O Quilombola é um bar e restaurante que funciona até tarde da noite. Bastante agradável, ele sempre tem música ambiente e é ideal para quem quer aproveitar o dia por completo.

A Chapada Diamantina é um sonho que merece ser vivido por todos os Brasileiros!

Poço Azul. Fonte: Terra Chapada.
Poço Azul. Fonte: Terra Chapada.

Ir até a Chapada Diamantina é um sonho incrível e que você vai querer viver intensamente. Todas as cachoeiras, o visual incrível do alto dos morros, os Cânions e a natureza preservada são verdadeiros tesouros que nosso país abriga.

Sem dúvidas, você não irá se arrepender dessa viagem incrível e única!

Hotéis e Pousadas

Abaixo segue algumas ofertas para você se hospedar.



Booking.com

Posts Relacionados