Cambará do Sul

Guia completo

Cambará do Sul. Fonte: Valerio Pillar
Cambará do Sul. Fonte: Valerio Pillar

O Rio Grande do Sul é conhecido como a terra do churrasco, de seu povo orgulhoso de sua terra e dos pampas, bioma que domina região. Todavia, o Estado é muito mais do que isso. Com grande diversidade, contém cidades únicas, como Cambará do Sul.

Com o intuito de apresentá-la para você, fizemos este guia completo da cidade. Nele falaremos sobre a história do município, os principais pontos turísticos a serem visitados, abordar a sua cultura, gastronomia, entre outros. Continue lendo e conheça tudo de Cambará do Sul!

História da cidade

A cidade nasce a partir do pagamento de uma promessa, quando Dona Úrsula Maria da Conceição doa 20 hectares de terra para a Igreja. Este terreno doado foi emancipado do município Santo Francisco de Paula no ano de 1963. O nome da cidade vem do tupi-guarani e significa “folha de casca rugosa”.

Por sua vez, esse nome é dado para uma árvore muito comum na região, presente tanto nas áreas preservadas, quanto nas praças da cidade. Ademais, a cidade é conhecida como “terra dos cânions” e “capital do mel”. As baixas temperaturas, a atmosfera interiorana e o pinhão são outras marcas da cidade.

Cânion do Itaimbezinho

Cânion do Itaimbezinho. Fonte: Douglas Scortegagna
Cânion do Itaimbezinho. Fonte: Douglas Scortegagna

Este é um dos pontos mais famosos da cidade, distante cerca de 18 km da sede e um destino obrigatório para os amantes da natureza e do ecoturismo. É o cânion com melhor infraestrutura da região para receber turistas. Encontra-se no Parque Nacional de Aparados da Terra.

Ademais, é necessário realizar uma trilha leve para chegar aos locais de visitação e contemplação do cânion. Todavia, o esforço vale a pena, visto que as formações dos paredões são únicas e de rara beleza.

O local possui boa infraestrutura e conta com estacionamento e banheiros. Recomenda-se que a visita seja feita pela manhã, a fim de evitar a neblina que costuma cobrir o local durante a tarde. Além disso, a melhor época do ano para visitar o local é durante o inverno, apesar do frio.

Cânion Fortaleza

Cânion Fortaleza. Fonte: Gus Valentin.
Cânion Fortaleza. Fonte: Gus Valentin.

Assim como o Cânion Itaimbezinho, este também se encontra aberto para visitação em suas bordas superiores. Dessa maneira, é um dos mais procurados da região, juntamente com o primeiro. Todavia, para chegar ao local, é necessário uma longa caminhada em trilhas não muito bem sinalizadas.

Ademais, a visitação vale a pena, visto que as formações oferecem grande alturas dos paredões e uma largura que pode chegar a 7,5 km nos trechos mais extensos. O cânion se localiza no Parque Nacional da Serra Geral e está distante da cidade cerca de 23 km.

Cânion Malacara

Cascata do Tigre Preto. Fonte: Rafael Nicolaidis
Cascata do Tigre Preto. Fonte: Rafael Nicolaidis

Esta é uma visitação que vale a pena incluir em seu roteiro, embora a visitação seja bem mais restritiva do que as outras duas citadas anteriormente. O Cânion está em propriedade privada, e ainda está sendo discutida as melhores formas de liberar a visitação a partir de suas bordas superiores.

Enquanto governo e órgãos que cuidam destas decisões ainda não estabeleceram as melhores alternativas, o único acesso ao cânion se dá por meio do município de Praia Grande (SC), onde uma trilha pela praia o levará a uma distância segura para ver o cânion, de uma cota mais baixa.

Por conta da distância e da altura reduzida, o passeio pode frustrar quem espera algo semelhante aos dos cânion anteriores. Todavia, ainda assim é um passeio que vale a pena, especialmente para os amantes de cânion e da natureza.

Parque Nacional de Aparados da Serra

Parque Nacional de Aparados da Serra. Fonte: https://tenere250.wordpress.com
Parque Nacional de Aparados da Serra. Fonte: https://tenere250.wordpress.com

Parque ideal para quem deseja ficar envolto da natureza. O Local contém diversas trilhas e mirantes, sendo a maioria delas de fácil acesso e de fácil caminhada. Todavia, assim como em outros pontos da cidade, é necessário consultar a previsão do tempo, pois são comuns as chuvas no local.

Ademais, vale a pena colocar este ponto em seu roteiro, visto que é um dos principais parques da região.

Pedra do Segredo

Este ponto trata-se de uma formação rochosa, que pode ser avistada ao final da trilha. Dessa forma, é necessário realizar um percurso tranquilo, ao longo de um campo. O lugar possui uma vista muito bonita de toda a região, além da Pedra do Segredo, formação interessante para fotos.

Todavia, é importante ter atenção quanto as condições de visibilidade e climáticas. Como a região é tem bastante neblina, é necessário escolher um período do dia que ela esteja amena, como a manhã, visto que pela tarde este fenômeno tende a se intensificar.

Trilha Passo da Ilha

Este passeio é indicado para quem gosta de um passeio de jipe em estradas de terra, tendo a experiência de um Rally. Este local se encontra na zona rural da cidade, e conta com diversos atrativos naturais para seus visitantes, como cachoeiras, além da natureza local.

Desse modo, a Trilha Passo da Ilha é ideal para os amantes do turismo de aventura e de velocidade em estradas de terra.

Cachoeira do Tio França

Esta cachoeira está localizada em território privado. Ou seja, é necessário tanto autorização quanto o pagamento de taxa para realizar a visitação. A trilha é tranquila e conta com boa infraestrutura, visto que o local possui recepção e um excelente restaurante.

Ademais, a cachoeira possui uma linda queda d’água, o que torna o passeio obrigatório para os amantes de banhos e destas formações naturais tão belas.

Rota Aparados Turismo Receptivo

Você é daqueles que gosta de realizar passeios guiados e com rotinas pré-estabelecidas, aproveitando toda a comodidade de serviços de turismo? Então vale a pena contratar os serviços da Rota Aparados Turismo Receptivo.

Dessa maneira, há roteiros para toda a região de Cambará do Sul, além de cidades vizinhas. Entre as trilhas e rotas a serem exploradas, destacam-se as cachoeiras e, evidentemente, os cânions da região.

Templo Tibetano

Apesar de ficar a 100 km  de Cambará do Sul, em Três Coroas, vale a pena incluir este passeio no seu roteiro de viagem, especialmente se você for um admirador do budismo e das filosofias orientais sobre energias, corpo e mente.

Assim sendo, o templo foi erguido por Chagdud Tulku, nativo do Tibet que reconheceu a região como muito semelhante à sua terra natal.

Dessa forma, o Templo Khadro Lin, nome oficial, também oferece um restaurante de comida tibetana, o Espaço Tiber, primeiro restaurante tibetano do país e, portanto, experiência única.

Museu Histórico Municipal Irmã Tarcíla

Este passeio é indicado para quem não abre mão de um rolê cultural. O acervo do Museu é resultado da doação de famílias tradicionais na cidade. Desse modo, é possível observar diversos objetos antigos que não fazem mais parte do nosso cotidiano.

Ademais, o Museu conta com um grande acervo de livros e de peças que contam um pouco da história do interior do RS e da cidade. Dessa maneira, vale a pena incluir pelo menos uma manhã para a visitação do local.

Cultura

O município se destaca por preservar tradições antigas do interior do Rio Grande do Sul. Entre as tradições, destaca-se a reunião familiar, churrascos ao lado de uma grande fogueira, degustação de vinhos, entre outros. Além disso, durante o inverno é comum o  consumo do Pinhão na Chapa como tira gosto.

Ademais, por se tratar de uma cidade tipicamente gaúcha, há resquícios da tradição gaudéria e tropeira na região. Esta influência é sentida tanto na gastronomia, quanto nas vestimentas dos locais.

Dicas e o que fazer

Além do turismo de aventura, a cidade oferece diversas pousadas e ranchos para quem anseia por fugir do estresse de nossas grandes cidades. Além disso, ajuda  o visitante a  emergir em um ambiente de paz, tranquilidade e natureza.

Desse modo, por se tratar de uma região serrana, oferece também locais para aproveitar e curtir o frio da serra. Há oferta de lareiras, vinhos e comidas para aquecer alma e corpo.

Além disso, outro costume bastante comum na região são as cavalgadas. Elas aproveitam a geografia privilegiada da região, como os cânions e os pampas. Dessa forma,  promovem uma experiência inesquecível para seus visitantes.

Gastronomia

Não tem como visitar a serra e não aproveitar a sua culinária, até mesmo para se livrar da fome que o frio dá na gente, não é mesmo? Desse modo, a cidade de Cambará do Sul oferece uma rica gastronomia, rica em proteína e elementos comuns da serra gaúcha, como o pinhão.

Dessa maneira, entre os principais restaurantes da cidade, destacamos:

  • Taberna Restaurante, especializada em comida alemã;
  • Restaurante Galpão Costaneira, indicado para quem aprecia uma boa comida caseira.

Conclusão

Sendo assim, Cambará do Sul é indicado para quem busca conhecer um pouco mais da natureza, quanto para quem busca paz. De tão belas, os cânions nos renovam, e nos fazem refletir sobre nosso tamanho em relação à natureza e ao mundo. Portanto, é ideal para quem deseja se desligar e renovar as energias!

Dica => Acomodações em Cambará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *