Buenos Aires

7 lugares para conhecer

Buenos Aires. Fonte: Nelson Rojas A.
Buenos Aires. Fonte: Nelson Rojas A.

Como diz a música “Ciudad Mágica” de Tan Biónica, Buenos Aires é uma cidade onde é possível ir a qualquer lugar.

Desde um passeio por Caminito, passando por La Bombonera, até chegar a Puerto Madero que aponta para o bairro histórico de San Telmo. Ainda poderá ir a famosa Casa Rosada e de aí chegar, um pouco mais adiante, ao Obelisco. No entanto,  Buenos Aires vai além da rua Corrientes e nos convida a aproveitar o quanto ela tem a oferecer.

História “Santa María de los Buenos Aires”

Diz a lenda que o nome da cidade tem sua origem na Virgem “Bonaira”, que é, Nossa Senhora de Buen Aire, originalmente de Cagliari, Itália.

De fato, Buenos Aires é a capital da América Latina que caracteriza-se por suas semelhanças com diferentes cidades da Europa (Paris, Londres, Roma). Ou seja, em qualquer canto, você pode encontrar um traço europeu. Isso, deve-se à grande imigração no início do século XX.

La Boca

Aqui se instalaram os primeiros imigrantes da Itália, da região de Génova chamados de Xeneizes (Zenèixe) e desse modo veio o apelido dado aos torcedores de Boca Juniors, famoso pelo estádio La Bombonera.

Contudo, é impossível andar por La Boca e não se surpreender com o impressionante trabalho arquitetônico com suas cores azul e amarelo desse estádio. Nos dias de jogo, todos dizem que a Bombonera, por causa de sua estrutura, “não vibra, e sim bate como um coração”.

Assim que vamos em direção ao Caminito. Este pequeno lugar tornou-se famoso pelo tango de Filiberto, que foi inspirado por este caminho de La Boca. De tal forma que hoje é uma das principais atrações turísticas de Buenos Aires.

De fato, com os seus tradicionais conventillos (cortiço), esta passagem de 400 metros possui grande valor cultural. Essas casas, marcadas pela variedade de cores vindas das tintas que sobravam das obras do porto, foram transformadas em lojas de souvenires e restaurantes onde se pode comer o autêntico “asado” argentino. Como, por exemplo, “Gran Paraíso”, onde você saboreia uma deliciosa comida, a um bom preço. Às vezes tem uma fila de espera, mas você enquanto espera sua reserva, pode aproveitar e visitar as lojas.

Para aqueles que procuram economizar, também no Caminito você pode experimentar o “choripán” (pão com linguiça e molho crioulo (vinagrete)), enquanto assiste as apresentações de tango, que casais realizam ali. As fotos com os dançarinos são cobradas, contudo, esta será uma boa lembrança deste lugar encantador. Não se recomenda el Caminito à noite por questões de segurança. Ademais, é um lugar onde o turista tem que prestar mais atenção a seus objetos pessoais (bolsas, celulares, máquinas fotográficas, entre outros).

La Usina de Arte

Também localizado na região de La Boca, a Usina de Arte é um espaço de cultura e arte do governo da cidade de Buenos Aires.

Além disso possui entrada franca. Ainda assim, a Usina oferece o que há de vanguarda na música, na dança e em outras manifestações artísticas, o que a torna um espaço interdisciplinar de cultura e lazer.

Puerto Madero

Puerto Madeiro. Fonte: David Berkowitz
Puerto Madeiro. Fonte: David Berkowitz

Puerto Madero é conhecida por suas ruas com nomes de grandes mulheres argentinas, seus restaurantes de luxo e a sede de uma das maiores universidades privadas do país, a Universidade Católica Argentina (UCA).

Com certeza, caminhar por Puerto Madero, é um rito quase obrigatório aos que fazem turismo. Pois locais importantes como a Ponte da Mulher, barco escola e agora museu La Fragata Sarmiento e o Casino estão neste local.

Ademais, em Puerto Madero está a Reserva Ecológica, que é a maior área verde da cidade (350 hectares). O parque ambiental reúne mais de 575 espécies de plantas e também tem uma praia em frente ao Rio La Plata. Lá você pode andar de bicicleta, caminhar, correr ou descansar.

Aqui encontramos esculturas como o “Monumento a Fangio (legendário automobilista argentino) entre as ruas Juana Manso e Azucena Villaflor. Da mesma forma encontramos o “Monumento Tango” (Av. Calabria e Azucena Villaflor) e “La Fuente Monumental As Nereidas” (Av. Achaval Rodrigues) da Argentina escultora Lola Mora, inaugurado em 1903, um ícone do bairro. Por fim, há o “Monumento à Espanha”, inaugurado em 1937, do escultor Arturo Dresco, simbolizando a união do povo argentino com o espanhol, localizado na Av. Espanha, com Av. Costanera sul.

Se destacam museus e galerias, Faena Art Center, Museus Caicos (Relevos) e Escultura Comparada, Museu do Humor, Museu Nacional de Imigração (MUNTREF) e coleção de arte de Amalia Lacrose de Fortabat.

Sem dúvida, Puerto Madero é um lugar para visitar de dia e/ou de noite, pois as luzes dão um novo significado para os bares e restaurantes, como “La Bisteca”, “Siga la Vaca” e “La Parolaccia” que estão aqui e oferecem comida de boa qualidade e muitas ofertas.

San Telmo

Perto de Puerto Madero, onde o turista pode ir caminhando, está o centro histórico de San Telmo com suas tanguerías e antiguidades. Dentro deste bairro se encontram muitas galerias de arte, igrejas históricas, bares, murais de rua. Além disso está o Paseo de las Historietas (estórias em quadrinhos cujos personagens principais são: Mafalda, Isidoro, Patoruzú, Clemente, Gaturro, entre outros). Ademais há trilhas com árvores altas de jacarandá e o Museu Histórico Nacional.

Possui uma atmosfera boêmia, cheia de lojas de antiguidades e restaurantes rústicos. Na rua Defensa, que atravessa a praça Dorrego, os turistas são atraídos pelo mercado de pulgas e pela feira de antiguidades e arte, onde artistas de rua apresentam seus trabalhos.

San Telmo é um dos principais bairros relacionados a shows de tango. De fato possui  restaurantes com sua grande variedade de comida, shows e aulas de tango e milonga. Dessa forma, sugerimos que conheça “La Ventana” localizado na rua Balcarce, no meio do bairro histórico. De fato, possui boa comida, shows e aulas de tango todos os dias.

Microcentro

Casa Rosada. Fonte: Wikipedia.
Casa Rosada. Fonte: Wikipedia.

O Microcentro, é caracterizado por ser um bairro de muitos edifícios administrativos, bancos, lojas, organizações governamentais e áreas residenciais. Assim que no Microcentro há um pouco de tudo com muita história para se conhecer.

No microcentro está a Plaza de Mayo, com a expressiva Casa Rosada e ao lado da majestosa Catedral. Em frente está Cabildo, localizado precisamente na importante Avenida de Mayo, com seus prédios neoclássicos e de arte Nouveau. Sem dúvida, este é um dos lugares que mais refletem a influência da arquitetura europeia em Buenos Aires. Por isso a avenida mantém eventos históricos como a Revolução de Maio de 1810, além do centro cultural Café Tortoni, muito famoso não só pela beleza histórica, mas também pelos saborosos churros com chocolate.

Perto dali está o Obelisco, ícone de uma das maiores avenidas do mundo, a 9 de julio, que nos leva à elegante rua de pedestre Calle Flórida, com suas lojas de marca, lojas de couro e a Galerias Pacífico. Andando um pouco mais, encontramos o Teatro Colón, a Embaixada do Brasil e a Embaixada da França, que impressionam por sua influência da arquitetura francesa na capital de Buenos Aires.

Monserrat

Ao lado de San Telmo e do Microcentro está o bairro histórico de Monserrat, com as igrejas de San Francisco, Nuestra Señora del Rosario, Montserrat e o Convento de Santo Domingo. Aliás, há também a histórica Manzana de las luces, o Colégio Nacional de Buenos Aires e o Palácio Barolo.

Uma das principais características deste bairro é que, através da Avenida de Mayo, o Palácio do Governo (Casa Rosada) se junta ao Congresso da Nação. Este foi declarado em 1993 como “Monumento Histórico e Artístico Nacional”, por se constituir como referência da identidade cultural argentina.

Recoleta

Museu de Belas Artes. Fonte: Wikipédia.
Museu de Belas Artes. Fonte: Wikipédia.

Recoleta é um dos lugares mais elegantes da cidade, não só pela arquitetura como também pelo contexto histórico. O caráter aristocrático dos palácios, residências e praças, definem um conjunto arquitetônico. É constituído pelo Cemitério, o Centro Cultural, a Biblioteca Nacional, o Museu de Belas Artes, a Faculdade de Direito, a Faculdade de Engenharia, a Igreja de Pilar entre outras áreas de interesse histórico e cultural.

Certamente Recoleta é um dos lugares indicados para comer, onde podemos destacar:

  • La Pecora Nera – Perto do Cemitério da Recoleta, este restaurante oferece ótimas opções de menu com preços médios.
  • Alvear Grill – serve comida saborosa. Tem uma excelente carta de vinhos. O atendimento e o preço são dignos das estrelas Michelin que ele possui.
  • Hard Rock Café – Restaurante da rede Hard Rock, servindo comida mexicana, sanduíches, etc. Lugar agradável, mas a comida é cara.

Palermo

Planetário. Fonte: Wikipédia.
Planetário. Fonte: Wikipédia.

Principalmente por sua construção, que mistura os estilos gótico e barroco, Palermo é atualmente um bairro que se destaca como um dos principais polos turísticos da capital federal. Entretanto este bairro é dividido em diferentes “Palermos“. Em Palermo se localiza o Bosque de Palermo, com o Rosedal, o Planetário, o Jardim Japonês, o Ecoparque e o Jardim Botânico.

Posteriormente há Palermo Chico (Bairro Parque), com seus palácios, embaixadas e residências.  Todavia aí se localiza o Museu de Arte Latinoamericana de Buenos Aires – Malba, centro de arte contemporânea. Em seguida está Palermo Viejo (Soho), com as casas de design, salas de teatro independentes e muitos restaurantes e bares, principalmente na Plaza Serrano, Plaza Armenia e arredores. Entre eles se destacam “Te mataré Ramírez“; “Mundo Bizarro”, “Antares” entre outros bares que tornam a noite de Buenos Aires mais agradável.

Por fim está “Palermo Hollywood“, com suas produtoras de televisão, canal de TV, e muitos restaurantes e cafés sempre cheios.

Portanto estas 7 atrações apresentadas servem como um fundo para mostrar uma grande cidade, que nos convida a conhece-la e desfrutá-la de dia ou de noite.

Dica => Acomodações em Buenos Aires

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *