Bilbau, Espanha

Cidade Cosmopolita em Pleno País Basco

O maior motivo que torna Bilbau muito especial é o turismo cultural. Isso mesmo, o que diferencia esta cidade medieval é o Museu Guggenheim, que sem dúvida alguma tem contribuído de forma estratégica para o desenvolvimento local.

Contudo, este monumento incomparável de arte e cultural abre caminho para outros pontos turísticos de Bilbau. Você irá perceber os motivos pelos quais você deve conhecer e desfrutar desta linda cidade espanhola.

Um pouco de sua história 

Bilbau faz parte da comunidade autônoma do País Basco e está na parte norte de Espanha e que passou por diferentes etapas em sua história territorial, econômica e social. Assim, uma Bilbau que viveu profundas transformações, começou sua história na etapa medieval com a fundação de uma vila em 1.300. Uma população que vivia do comercio mercantil perto do Rio Ibaizabal-Nervión.

Ao longo do tempo, com a evolução do comercio marítimo, a cidade se consolidou como um importante polo econômico, principalmente por seu intercambio com outros comércios com as colônias da América.

Atualmente, o avanço industrial e tecnológico, tem colocado Bilbau entre as cidades espanholas com melhor plano urbanístico. Muitos dizem que esta cidade serve de modelo de êxito para várias cidades de Espanha e do mundo. Tudo isso você não deve deixar de conhecer.

Como chegar

São várias os meios de transporte que você usar para chegar a Bilbau. Do mesmo modo, de ônibus, carro, barco, avião ou trem.  Tudo depende de seu lugar de origem. Por exemplo, saindo de Madri de carro, você pode utilizar diferentes trajetos. Destacando que as rodovias espanholas têm ótima infraestrutura e sinalização. De carro a Bilbau são mais ou menos 5 horas.

Outra opção é o avião. A cidade possui um aeroporto internacional que está situado a 12 km do centro e recebe vôos de diferentes cidades de Espanha e da Europa.  Ainda tem a opção de trem. Apesar de não ter o trem AVE (Alta Velocidade) que ligue as cidades, a viagem leva o mesmo tempo de percurso como de carro. Contudo, você pode ir desfrutando da paisagem.

Além disso, há o ônibus como um transporte econômico. E se você está na Inglaterra pode fazer um lindo passeio de ferry até Bilbau. Logo, são várias as opções que te levam a este lindo destino.

Quando ir a Bilbau

Bilbau é uma cidade que está rodeado de colinas verdes e está próximo ao mar Cantábrico. Por isso, faz com que tenha um clima oceânico moderado, sem grandes precipitações. Em geral o mês mais frio é janeiro que tem uma média de 9º C, e o mais quente setembro com uma média de 21º C. Além disso, o período das chuvas é de outubro a janeiro.

Portanto, a época que sugerimos é na primavera (março a maio) uma vez que o clima é ameno e os preços são mais baixos. No verão (junho a setembro), os preços e a quantidade de turista por toda Europa é um impedimento para aqueles que não gostam de enfrentar longas filas em museus, monumentos, entre outros. No entanto, esta linda cidade está pronta para te receber todo o ano.

O melhor de Bilbau

Museu Guggenheim Bilbau

Museu Guggenheim Bilbau. Foto de: https://www.guggenheim-bilbao.eus/en/the-building

Museu de arte moderna, inaugurado pelo rei Juan Carlos em 1997. Foi projetado pelo arquiteto Frank Gehry. Sendo que, atualmente existem mais 4 no mundo, nas cidades de Nova York, Veneza, Berlim e Abu Dhabi. O museu guarda importantes obras do século XX e impressiona por sua modernidade e arte futurista.

Especialmente para Bilbau, o Museu modificou a dinâmica cultura e histórica da cidade. Inegavelmente, ele é um ícone da arquitetura. Lembrando que sua construção na área portuária foi parte do projeto de modernização do cenário industrial da cidade.

Visitar o Museu Guggenheim é uma experiência inesquecível aos visitantes. Vendo-se de cima, a estrutura metálica parece uma flor. Ademais, retrata obras famosas tanto em seu interior como no exterior, como por exemplo, o Puppy, uma escultura de arbusto em forma de cachorro do artista Jeff Koons. Também do mesmo escultor há as obras Tulipas e ainda a Mamá, que simboliza uma aranha gigante da escultora Louise Bourgeois.

Museu de Belas Artes

Sala no antigo edificio do Museu de Belas Artes
Museo de Bellas Artes de Bilbao – Sala Antiga. Foto de: MuseoBBAABilbao

Observa-se que Bilbau emana cultura e arte e, do mesmo modo, é no Museu de Belas Artes, que tem uma importante coleção de arte medieval moderna.

Em seu acervo estão obras mestras como La Anunciación (El Greco), Retrato de Martín Zapater (Francisco de Goya), Laveuses Á Arles (Paul Gaugin), Gran Oval (Antoni de Tápies), entre outros.

Outro atrativo do Museu de Belas Artes é sua localização. Assim sendo, está situado no pulmão verde da cidade: o Parque de Doña Casilda, um lindo lugar para dar um passeio.

Museu Marítimo Ría de Bilbau

Vista do Museu Marítimo
Museu Marítimo Ría de Bilbau. Foto de: Zarateman.

Seu nome não poderia ser mais apropriado, pois este Museu está conectado ao mar. Tal expressão é percebida por seu importante acervo que conta a história e cultura marítima da cidade. O acervo conta com barcos pertencentes às companhias de navegação de Bilbao, modelos de barcos construídos nos estaleiros mais emblemáticos da cidade, como o Nervión ou o Euskalduna.  Além disso, ainda possui as aquarelas de Esteban Bermejo, ou o sistema de resgate ao nível do mar, fornecido pelo Centro da Cruz Vermelha do Mar de Arriluze. Em síntese, este é um ótimo passeio para se fazer com a família.

Zubizuri

Puente Zubizuri. Foto de PA – Wikipedia.

Com alusão a um barco, há a ponte de Bilbau. Ela é uma grande obra de Santiago Calatrava, tanto que muitos a chamam de “Puente de Calatrava”. De uma estrutura arqueada, branca e esbelta esta obra segue a mesma linha que busca retratar o arquiteto em várias de suas obras espalhadas pelo mundo, como a Puente de las Mujeres, na Argentina (Buenos Aires) e o Museu do Amanhã no Brasil (Rio de Janeiro).

No entanto, esta construção não impressiona somente por sua beleza, mas também porque neste ponto você irá ter a melhor vista do Museu Guggenheim. Portanto, é o momento para tirar aquelas fotos espetaculares.

Puente de Vizcaya

Ponte móvel Viscaya

Puente de Vizcaya. Foto de: Horrapics – Flickr.

Esta foi a primeira ponte de transporte construído no mundo. Inaugurado em 1893 e tem o papel fundamental de ligar a cidade de Portugalete e o bairro de Las Arenas, município de Guecho. Esta obra declarada Patrimônio da Humanidade leva de um lado para outro todos os dias, pessoas, carros, bicicletas, motos, outros.

Centro histórico

Centro Hitórico. Foto de: By LTCE Getty Images

Apesar da modernidade que reina em Bilbau, não se pode descartar seu importante centro histórico, que deslumbra por suas cores e estilos arquitetônicos.

Entrar nas setes ruas do centro histórico de Bilbau é uma volta ao passado e adentrar-se a suas raízes. Assim que este bairro medieval, declarado como um monumento histórico e artístico, encanta por suas ruas pequenas, com muitos prédios coloridos.

Dessa maneira, este núcleo historio e mais antigo da cidade se divide em: Somera, Artekale, Tendería, Carnicería Vieja, Barrenkale, Barrenkale Barrena. Sete ruas, com muitas lojas, restaurantes, bares e principalmente muitas obras arquitetônicas para conhecer onde se destaca a Catedral, Iglesia de San Antao, Portal de Zamudio, Mercado de la Ribeira, e muitos outros.

Catedral de Santiago de Bilbau

Capela que pertence a Catedral de Santiago de Bilbau
Capela na Catedral de Santiago de Bilbau. Foto de Zarateman – wikimedia.

Este templo católico foi declarado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.  Ademais, a Catedral faz parte do Caminho de Santiago (Ramal de La Costa). Igualmente esta bela igreja gótica construída entre os séculos XIV e XV, guarda muitas histórias impregnadas em suas paredes e em suas obras arquitetônicas.

Vale destacar o Claustro Gótico, a Portada Meridional, a Capilla Mayor e principalmente a Puerta del Angel, mais conhecida como Puerta de los Pelegrinos.  Visitar esta Catedral é uma experiencia única!

Igreja e Ponte de Santo Antão

Igreja e Ponte de Santo Antão. Foto de: Javier Mediavilla Ezquibela

Este é um monumento religioso construído nos finais do século XV, está localizado perto da ponte homônima, que é um dos símbolos históricos de Bilbau, por ter sido por muito tempo a passagem obrigatória do comercio local.

Por outro lado, a Igreja, de estilo gótico, impressiona por sua fachada, além de sua localização na Plaza Vieja. Juntos com a ponte são lugares perfeitos para tirar fotos noturnas.

Basílica de Nossa de Begoña

Basílica de Nossa de Begoña. Foto de: Alfa.Alfa – Wikimedia.

Nossa Senhora de Begoña é a padroeira da cidade e a Basílica seu santuário. Assim que este lugar de devoção e de fé é um lindo monumento arquitetônico de estilo gótico, que recebe diariamente milhares de devotos.

Gastronomia

Nido Bilbao. Foto de: http://www.nidobilbao.com/fotos-local/

Bilbau também é conhecido por sua deliciosa culinária, sendo chamada entre as cidades espanholas “das estrelas Michelin”. Aliás, seu prato tradicional Pintxos (um petisco sobre pedaço de pão), parece ser algo fácil e barato, mas que ganha sempre novas inovações nos bares e restaurantes da cidade.

Sendo assim, ressalta-se também o Mercado Ribeira, um espaço renovado, que mantem suas características originais. É impressionante sua arquitetura e vitrais. Aliás, este que é o maior mercado central da Europa, é também um ótimo lugar para comprar produtos de receita culinária local.

Além disso, você pode desfrutar dos vários restaurantes que estão pela cidade. Aqui, recomendamos: La Vina del Ensanche, Nido Bilbao, Bistró Guggenheim Bilba e La Despensa del Etxanobe. Aclaramos, são várias as opções gastronómicas de Bilbau. Portanto, o que você escolher com certeza te impressionará.

Enfim, consideramos que Bilbau é um lugar completo, onde em 3 ou 4 dias você poderá desfrutar de arte, história, cultura e gastronomia. Aproveite!

Dica => Acomodações em Bilbao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *